Triumph apresenta nova geração da Street Triple, agora com 765cc


A Triumph apresentou ontem a noite (10) em um evento em Londres a nova linha Street Triple 2017. A naked média da marca inglesa foi inteiramente revista, ganhando um novo motor com 765cc e três novas versões: R, RS e S.

triumph-street-triple-765-s-2017-capa

Triumph Street Triple 765 S: a versão de entrada já tem mais potência que as atuais.

Era um lançamento aguardado há mais de um ano, já que as informações de que a Triumph estaria trabalhando em um upgrade para a Street Triple (e outros modelos) vazaram em um questionário mandado aos proprietários ingleses, que perguntava o que gostariam que a nova motocicleta tivesse.

As respostas mais comuns foram um motor maior, acima de 750cc e uma eletrônica mais apurada. Portanto, esses foram os aspectos que a Triumph mais se preocupou em melhorar em uma moto já consagrada pela excelente manobrabilidade e leveza.

Para tentar agradar um público ainda maior, eles também decidiram criar três versões diferentes: Street Triple S, Street Triple R e Street Triple RS, cada uma com diferentes especificações de tecnologia, suspensão e freios, mas todas com mais potência do que o atual modelo de 105 cv (85 cv no Brasil).

triumph-street-triple-765-r-2017-1

A Triumph Street Triple 765 R passou a ser o modelo intermediário.

A Street Triple “S”, que possui suspensão Showa e freios Nissin agora é o modelo de entrada e, de acordo com o material da Triumph produz 113 cv. A “R” passou a ser a versão intermediária produzindo 118 cv. A nova topo de linha é a versão “RS”, com freios Brembo M50 e amortecedor traseiro Öhlins gerando 123 cv.

Na verdade, a base do motor é a mesma, mas a Triumph explicou que 80 novas peças, incluindo cabeçote, pistões e cilindro de alumínio niquelado fizeram o torque em baixa melhorar muito. Enquanto o modelo atual faz 6,91 kgf.m, a nova S produz 7,32 kgf.m enquanto que as versões R e RS, 7,74 kgf.m.

Você pode estar pensando que a Street Triple ganhou peso com todas essas mudanças no motor, mas a Triumph garante que isso não aconteceu. Pelo contrário. Graças à um novo braço oscilante em formato “asa de gaivota”, eles afirmam que a moto está ainda mais leve e ágil. Todas as versões possuem 166 quilos, dois a menos que a R atual.

triumph-street-triple-765-rs-2017-1

Triumph Street Triple 765 RS: a nova topo de linha.

Como prometido, a Triumph caprichou na eletrônica.Todas as versões possuem acelerador eletrônico “ride-by-wire” modos de pilotagem, nível de ABS, controle de tração. Entretanto, apenas R e RS vem com um novo visor digital em TFT com cinco comandos do tipo “joystick” para que o piloto controle mais facilmente os recursos. Da mesma forma, apenas as versões mais caras possuem embreagem deslizante, e quickshifter bidirecional.

Na estética, a Triumph procurou não alterar a consagrada aparência geral da Street Triple. Isso significa que os controversos faróis duplos permanecem assim como o pequeno defletor de ar, embora redesenhado, de acordo com os ingleses. Aletas do radiador, assentos e rabeta também são novos, mais altos e afiados.

A nova Street Triple estará nas concessionárias inglesas a partir de abril de 2017 por 8.000 libras (pouco mais de R$ 31 mil), segundo o informativo. A Triumph do Brasil não costuma demorar muito a trazer as novidades para cá, de modo que é possível esperar a nova naked para o final do ano.

Triumph Street Triple 765 S
Triumph Street Triple 765 R
Triumph Street Triple 765 RS