Biaggi conta mais sobre acidente: “tinha 20% de chances de sobreviver”


Max Biaggi revelou mais detalhes sobre o fortíssimo acidente de Supermoto que sofreu no mês passado, na Itália. O ex-piloto de MotoGP e World Superbike disse esteve muito próximo da morte e não deve voltar às pistas. “Quero ser treinador agora“.

max-biaggi-apriliaEm uma entrevista concedida aos italianos da revista Chi, Biaggi contou que o acidente – na qual fraturou nove vértebras e o forçou-o a passar por uma delicada cirurgia para resolver um pneumotórax – foi muito mais sério do que inicialmente parecia.

max-biaggi-accident-2017

Biaggi ainda se recupera do acidente.

Depois do acidente eu acordei no hospital com uma terrível dor em todo o corpo“, lembra Biaggi. “Eu ouvi a voz do Professor Giuseppe Cardillo, dizendo-me: ‘Biaggi, eu vou ser honesto. Você tem 20% de chances de de sobrevivência e vai ser operado imediatamente‘”, revelou pela primeira vez.

Felizmente a operação foi um sucesso e Biaggi deixou o hospital dois dias depois, coincidentemente no seu 46º aniversário. “Naquele momento apareceu uma luz. Vi-me criança, com minha mãe Olga e um casaco verde. Depois com meu pai Piero e minha primeira moto… queria parar com essa viagem porque sentia que estava me afastando da vida e não tinha por que terminá-la“, relembrou emocionado.

Foi uma experiência que fez Biaggi tomar importantes decisões. A primeira foi pendurar definitivamente o capacete: “Com as motos estou terminado para sempre, quero ser treinador agora“, diz o Romano. A segunda é estreitar os laços com sua namorada, a modelo Bianca Atzei.

Devo muito a ela, ficou 15 horas ininterruptas ao meu lado”, confessa. “As palavras não são suficientes, somente os gestos. Não acredito em casamento mas quero ter um filho com ela. Talvez dois“, disse. “A vida me deu uma segunda chance e tenho que fazer todo o possível para atendê-la“, concluiu.

Leia também
Após 19 dias internado, Biaggi deixa hospital
Biaggi é operado com sucesso no pulmão
Biaggi sofre acidente de supermoto e seu estado é grave


Sobre Lucas Carioli

Amante de corridas, Rock’n Roll e das boas coisas da vida. É publicitário por formação, mas descobriu na arte do jornalismo a verdadeira vocação de sua vida, principalmente falando de automobilismo, a sua grande paixão desde 1989. Entre 2011-2014 atuou como editor do site Motorpasión Brasil. Quando não está escrevendo ou tocando contrabaixo, está perdido em alguma estrada com sua moto.