Bradl não corre mais esse ano


Stefan Bradl não correrá mais no World Superbike esse ano. A fratura no pulso direito que o impediu de disputar o GP da França, no último final de semana, é mais séria do que se imaginava e foi lhe recomendado repouso absoluto pelo restante da temporada.

stefan-bradl-2017-5488Bradl sofreu um acidente no GP de Portugal há duas semanas e precisou passar por uma cirurgia no pulso direito, onde pinos foram colocados e o ligamento escafolunar restabelecido. A mão, no entanto precisou ficar imobilizada.

Isso significa que a Honda terá que substituir os seus dois pilotos principais nas provas que restam do World Superbike. Na França, as CBR1000RR que inicialmente eram de Bradl e Nicky Hayden foram conduzidas respectivamente por Davide Giugliano e Jake Gagne.

O piloto de testes da Honda Takumi Takahashi substituiu Hayden na etapa de Portugal e fará novamente em Jerez. Contudo, o japonês ainda tem obrigações com a série All Japan Superbike e não poderá estar presente na última etapa do ano, no Catar.

É provável que Giugliano e Gagne sejam os escolhidos para ocupar as vagas nas duas próximas corridas. A Honda, entretanto, ainda vai fazer um anúncio oficial. A próxima etapa acontece em Jerez entre 20 e 22 de outubro.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.