BMW F750GS e F850GS 2018: informações sobre tecnologias, cores e opções


As novas F750GS e F850GS provavelmente vão ser as principais estrelas da BMW Motorrad em seu estande no próximo Salão de Milão (EICMA), em novembro. Confira aqui alguns detalhes a mais das novas Big Trail da marca alemã.

bmw-f750gs-prototype-ago-2017-12-copyOs dois modelos já foram flagrados várias vezes em testes nos últimos meses, com os especialistas revelando mudanças profundas no motor, chassi e equipamentos eletrônicos, tudo para manter a motocicleta competitiva nesse disputado segmento.

Mas que equipamentos são esses? A BMW deve oferecer diferentes tipos de pacotes de dispositivos conforme as necessidades de seus clientes, como o “Pack Touring”, o “Pack Confort”, “Pack Dynamic” e o “Pack Light”.


No “Pacote Touring”, o comprador terá a sua disposição suspensão semi-ativa ESA (antes apenas disponíveis na R1200GS), Controle de Cruzeiro (para um maior conforto em longas viagens), além suportes de bagagens e alforges, também até então apenas presentes na rainha da categoria.

O “Pacote Confort” inclui ignição sem chave (Keyless), manoplas e assentos aquecidos, sensores de pressão dos pneus e cavalete central. Já o “Pacote Dynamic” oferece alguma esportividade extra, com Controle de Tração, Quickshifter, mais modos de pilotagem e ABS em curvas.

Por fim, o “Pacote Light” oferece uma iluminação completamente de LED, tanto no farol principal, quanto na sinaleira diurna e demais lanternas. O conjunto ainda conta com GPS com controles no guidão, painel em TFT conectado via bluetooth e Sistema de Chamadas de Emergência Inteligente.

A F750GS será oferecida em três cores: amarela (a mesma da C650 Sport), branca e cinza escuro. Já a F850GS vira em branco, laranja e vermelho. O segmento tende a ser muito disputado porque a sua principal rival Triumph também está preparando uma Tiger 800 revista para o Salão de Milão. A guerra começa em 7 de novembro.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.