Rea quer encerrar o ano com mais uma vitória no Catar


Apesar de já estar com o terceiro título consecutivo assegurado, Jonathan Rea não deu sinais de arrefecer o ritmo para a próxima e última etapa do World Superbike em 2017, no Catar. O britânico afirma que quer vencer novamente.

jonathan-rea-e-tom-sykes-jerez-2017

Rea e Sykes em Jerez: Kawasaki quer os dois pilotos na frente no campeonato. (WSBK)

Esta é a última rodada e eu quero terminar bem. Eu gosto da atmosfera lá, pois é um paddock diferente e a corrida noturna acrescenta um pouco de emoção”, comentou Rea. “A pista fecha bem com meu estilo de pilotagem e há curvas de alta velocidade lá“, continuou.

Apesar da confiança, Rea destaca o cuidado é redobrado na pista de Losail, que passa a maior parte do ano fechada: “É importante maximizar a aderência, pois a pista está no meio do deserto e, no início do fim de semana, não há muito borracha“, acrescenta. “Quero manter o olho no jogo e terminar a temporada forte. O que quer que aconteça, acho que podemos estar satisfeitos com o trabalho este ano“, finalizou.

A briga pelo vice-campeonato, no entanto, permanece bem viva entre Tom Sykes e Chaz Davies da Ducati. A Kawasaki, inclusive deve dar prioridade ao piloto inglês para fechar o ano com seus dois pilotos na frente: “Neste momento, estamos trabalhando para garantir que tenhamos também a segunda posição na classificação final do campeonato“, afirmou.

Sykes também afirmou estar recuperado da fratura que sofreu na mão direita em um forte acidente nos treinos para o GP de Portugal: “Minha mão está melhor do que em Jerez“, garante. “Na rodada final vamos tentar acertar a moto para se adequar ao meu estilo de condução da melhor maneira possível“. A primeira corrida acontece nesse sábado (3).


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.