Rumores de uma Honda V4 de rua voltam a circular


Rumores de uma nova Honda de rua com motor de quatro cilindros em V não são o que se pode chamar de novidade. Agora, no entanto, existe um real motivo para a marca japonesa considerar seriamente a sua criação: o sucesso da Ducati Panigale V4.

honda-v4-de-rua-nov-2017-capa

A Honda estaria considerando criar uma versão de produção acessível da RC213V, como a Ducati fez com a Panigale V4. (Young Machine)

A afirmação vem da revista japonesa Young Machine, que mais uma vez colocou a suposta motocicleta na capa de sua última edição, com direito uma ilustração caprichada (acima) e diversas fotos do projeto, sobre a mesa da Honda desde 2015.

De acordo com a publicação, o interesse dos japoneses aumentou após o lançamento bem sucedido da Ducati Panigale V4 no Salão de Milão, em novembro. Os italianos criaram uma motocicleta de produção inteiramente baseada na Desmosedici GP15 de MotoGP.


A Honda, que duelou com a própria Ducati no Campeonato Mundial desse ano, possui uma base semelhante com sua RC213V. Eles inclusive já criaram uma versão de rua, a RC213V-S. Mas, sua produção é limitada e o preço (quase 200 mil euros) alto demais para considerá-la realmente disponível a um maior público.

Ainda conforme a Young Machine, o objetivo atual seria criar um novo modelo de produção regular com todos os conceitos da RC213V (inclusive alguns segredos técnicos do motor V4) que não ultrapassasse os 30 mil euros, preço que está sendo pedido pela Panigale V4.

honda-v4-de-rua-nov-2017-2

Publicação japonesa faz uma comparação entre a Ducati Panigale V4 e uma suposta RCV de rua. (Young Machine)

Essa motocicleta também seria homologada para o World Superbike, campeonato em que a Honda busca se restabelecer entre as líderes, Kawasaki e Ducati. A marca italiana, inclusive já disse que a Panigale V4 será vista no certame a partir de 2019.

Não é a primeira vez que a Honda planeja uma Honda V4 de rua. Em 1987, a marca japonesa irrompeu a cena com a brilhante VFR750R (RC30) homologada para a primeira temporada do WSBK no ano seguinte. Em 1994, eles criaram sua sucessora RVF V4 (RC45), campeã com John Kocinski.

Em 2000, eles conceberam a VTR1000, também conhecida como RVT1000 e com versões SP1 (2000-2001) e SP2 (2002-2006). Com essa máquina, Colin Edwards conquistou um bicampeonato entre 2001 e 2002, os últimos onde a Honda participou em primeira pessoa.

Curiosamente, apesar de possuírem a melhor tecnologia disponível de suas épocas, os três modelos sempre foram alvo de críticas quanto ao seu alto preço e baixa disponibilidade. Fator que fez a Honda conceber a primeira CBR900RR Fireblade em 1992.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.