Ducati manterá motor V-Twin em produção até pelo menos 2020


Apesar de ter lançado a Panigale V4 apenas algumas semanas atrás no Salão de Milão, a Ducati não pretende aposentar os motores V-Twin tão cedo. Os propulsores bicilíndricos continuarão no catálogo até pelo menos 2020.

claudio-domenicali-motor-desmosedici-stradale-misano-2017

Domenicali: motor V4 é caro e complexo demais para as motos menores da marca. (Divulgação)

A informação vem dos britânicos do Motorcycle News, que visitaram a fábrica nos últimos dias. Lá eles puderam conferir várias unidades da 1299 Panigale Final Edition na linha de montagem ao lado das novíssimas Panigale V4.

Enquanto as versões anteriores da 1299 Panigale eram apenas aprovadas para o Euro3, as novas Final Edition já estão de acordo com as novas normas do Euro4, o que significa que a Ducati pode continuar a vendê-las sem restrições até a data limite que é 2020.

E, de acordo com o CEO da marca, Claudio Domenicali, mesmo após esse período de dois anos os V-Twin continuarão em produção em modelos menores como a 959 Panigale. O motivo? A produção do V4 é muito cara e demorada para ser estendida a modelos mais acessíveis.

Não veremos versões do V4 para motocicletas médias como a 959 Panigale“, afirmou o dirigente italiano. “O custo do motor é muito alto. Continuaremos a fazer o V-twin para a 959. O propulsor terá uma longa vida“, garantiu.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.