Fogarty sobre o motociclismo atual: “é preciso ter rivalidades, todos são politicamente corretos”


Carl Fogarty não mediu palavras para expressar o seu descontentamento com o motociclismo atual. Para o lendário tetracampeão do World Superbike, os pilotos de hoje em dia são politicamente corretos e falta mais rivalidade.

carl-fogarty-e-ducatiFogarty, que foi quatro vezes campeão do World Superbike com a Ducati nos anos 1990 foi entrevistado pelos alemães do Speedweek e afirmou que no seu tempo os principais pilotos não se gostavam, o que tornava o show mais interessante para o público.

“Quando eu estava correndo, grandes personagens colidiam: John Kocinski, Colin Edwards, todos tinham uma grande boca, ninguém gostava um do outro e isso é interessante. No momento em que todos são os melhores amigos eles vão praticar ciclismo e montanhismo juntos. No meu tempo, havia um inglês – eu. E havia um americano – Edwards. Tivemos uma grande rivalidade que inspirou os fãs. Trocávamos farpas verbais, como no boxe, depois lutávamos nas pistas. Isso está faltando, hoje todos são politicamente corretos.” (Carl Fogarty)


carl-fogarty-e-scott-russel

Carl Fogarty e Scott Russell no World Superbike.

Fogarty afirma que o mesmo problema acontece na MotoGP. Para o inglês, isso começou com Valentino Rossi durante os anos 2000 e acontece até hoje. Por outro lado, o piloto de 52 anos cita como exemplo a grande rivalidade de Kevin Schwantz e Wayne Rainey nos anos 90.

“As coisas também eram diferentes na MotoGP. Havia Schwantz, Rainey, Mike Doohan, Wayne Gardner, caras impertinentes e desagradáveis que não eram flor que se cheire. Hoje é diferente, desde Rossi, todos são bons. Se eles lutam entre si, isso sempre é bom. É preciso rivalidade. Eu gosto quando os companheiros de equipe não são melhores amigos. Olhe para Rossi e Lorenzo, eles não eram os melhores amigos. Os espectadores adoram quando os pilotos se provocam. Mas hoje não é mais possível ser um personagem assim por causa de todos os meios e patrocinadores. Eles dizem o que você tem a dizer e você sempre tem que agradecer. Se eu perdia uma corrida por causa do pneu traseiro, eu dizia que o pneu Michelin era uma porcaria. Hoje não funciona mais, tudo mudou. Para melhor? Não tenho certeza.”

Fogarty ainda tem um grande contingente de fãs no motociclismo e principalmente na Grã-Bretanha. Em 2015, o ex-piloto participou (e venceu) de um reality show local, onde celebridades são confinadas e postas a prova em situações perigosas e desagradáveis.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.