Rali Dakar 2018: Paulo Gonçalves está definitivamente fora da 40º edição


A assessoria de imprensa de Paulo Gonçalves confirmou ontem (5) que o português não vai mesmo participar do Rali Dakar 2018. O piloto de 38 anos sofreu um acidente dias antes para a histórica 40º edição do evento lesionando o joelho e o ombro.

paulo-goncalves-dakar-2018Gonçalves que é, ao lado do espanhol Joan Barreda, um dos principais nomes da Honda para vencer o Dakar, ainda chegou a viajar com a equipe para o Peru e fazer um shakedown na última quarta-feira (3).

Gonçalves, no entanto, encerrou o teste reclamando de muitas dores físicas. Como o percurso da prova possui muitas dunas – principalmente na primeira semana – eles concluíram que era um esforço exigente demais para o ombro lesionado do piloto.

Viajamos à procura de um pequeno milagre que seria eu me recuperar a tempo para poder iniciar esta edição do Dakar“, confessou Gonçalves à imprensa portuguesa. “Infelizmente, não foi possível devido às imensas dores no ombro que impediam que fosse possível pilotar com um mínimo de segurança“.

Gonçalves é um dos pilotos mais conhecidos dos últimos anos. Cerebral e regular, o português foi segundo colocado na edição 2015 e forma um contraponto interessante com o veloz Joan Barreda, que normalmente se atrasa com acidentes e punições.

Barreda, no entanto, segue como principal nome da equipe para a prova que começa hoje (6). No lugar de Gonçalves correrá o chileno Ignacio Cornejo. Além deles, a Honda conta ainda com Kevin Benavides, Ricky Brabec e Michael Metge.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.