Morre Ivano Beggio, um dos principais nomes da história da Aprilia


Morreu aos 73 anos hoje (13), na Itália, Ivano Beggio, reconhecido como o homem responsável pelo crescimento mundial da Aprilia na segunda metade do século 20. Fã de corridas, o italiano também alavancou a carreira de Valentino Rossi e outros pilotos famosos.

ivano-beggio-aprilia

Sob o comando de Beggio, a Aprilia viveu um grande crescimento comercial. (Lapresse)

A morte aconteceu em sua casa na cidade de Asolo, província de Treviso, Itália. As causas ainda não foram anunciadas, mas sabe-se que Beggio já vinha doente há vários anos. Ivano é filho do fundador da Aprilia, Alberto Beggio e assumiu o controle da empresa em 1969.

Sob o seu comando, a Aprilia passou de uma pequena fabricante de ciclomotres na Itália para uma das maiores marcas de motocicletas do mundo, principalmente devido à decisão de Beggio de utilizar o motociclismo como forma de publicidade e propaganda.

A estreia no Campeonato Mundial se deu em 1975 e apenas dois anos depois, em 1977, já vencia os títulos nas classes 125 e 250cc. Nas três décadas seguintes a marca de Noale se tornaria uma potência nas classes de acesso, tornando 19 pilotos campeões mundiais.

ivano-beggio-e-valentino-rossi-1996

Momento histórico: Rossi assina com Beggio seu primeiro contrato, nas 125cc. (ANSA)

Entre os principais, estão nomes como os de Valentino Rossi, que teve na Aprilia a sua primeira equipe realmente profissional na carreira. O piloto retribuiu a confiança, conquistando os títulos das 125cc em 1997 e das 250cc em 1999.  Também competiram por lá Loris Capirossi, Max Biaggi, Marco Melandri e Jorge Lorenzo.

“Ivano Beggio fazia parte da minha vida como atleta – uma espécie de pai nas pistas para mim. Ele me deu sua confiança e uma moto competitiva quando, depois de ganhar o campeonato europeu, também com a Aprilia, eu era pouco mais do que um menino. Foi uma escolha corajosa, mas também inteligente. E estes são os dois aspectos que mais me lembro sobre Ivano Beggio: saber como colocar muita paixão ao serviço de suas habilidades para sempre encontrar a força e a energia para um passo extra. Isso também foi fundamental para alcançar minhas muitas vitórias com Aprilia.” (Max Biaggi)

Foi Beggio quem também fez a Aprilia envolver-se com o Mundial de Superbike, a partir de 1998. Nesse campeonato, três títulos já foram conquistados: dois com Max Biaggi (2010/12) e um com Sylvain Guintoli (2014). Esse envolvimento também resultou na superbike RSV4, uma das mais perfeitas máquinas de produção disponíveis na atualidade.

Em 2004, Beggio cedeu o comando da Aprilia para o Grupo Piaggio, que o mantém até hoje. O italiano ainda figurou no cargo de “presidente honorário” da empresa, antes de deixá-la em definitivo em 2006. Nos últimos anos concentrou-se na vida familiar, mas frequentemente era visto no paddock da MotoGP e WSBK.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.