Vídeo: Ducati Panigale V4 S ou Ducati Panigale 1299 S? Qual você prefere?


A revista alemã Motorrad levou para a pista as duas Ducati mais quentes do momento, Panigale V4 S e sua antecessora direta, Panigale 1299 S, que contém o tradicional motor V2. Qual delas você levaria para casa?

Tem sido um momento único para a Ducati e seus fãs. Além de comemorarem um recorde histórico de vendas, pela primeira vez os clientes podem optar por dois modelos de altíssima performance mas com motores diferentes, de dois e quatro cilindros lançados há pouco tempo.

comparacao-da-ordem-de-disparo-dos-cilindros-ducati-panigale-v4-e-1299-v2Embora seja difícil entender o alemão e o vídeo não disponibilize legendas, a gente passa aqui um panorama geral das impressões gerais. Os jornalistas acharam o ronco entre as duas muito parecido em baixas rotações e muito disso se deve à ordem de disparo dos cilindros, (que eles chamam de “Twin Pulse Firing Order”) conforme você confere na ilustração ao lado.

A Panigale 1299 S é mais ágil em baixa, ligeiramente mais leve e manobrável. Contudo, é um motor áspero, exigente e cansativo fora da pista. Ela não era uma simples companheira de brincadeiras, mas fascinante. Deixa extremamente feliz que conhece suas curvas perfeitamente.

A Panigale V4 injeta mais potência, principalmente a  partir dos 6000 rpm, quando o motor afina enquanto o V2 não. Trata-se de um motor mais silencioso em alta e que oferece uma experiência de condução mais equilibrada. Por isso também pode ser utilizada todos os dias. Conclusão: A quatro cilindros acrescentou mais esportividade, ao mesmo tempo melhorou notoriamente o manuseio na vida cotidiana.

Ducati Panigale 1299 S V2:

-Mais ágil em baixa
-Mais leve e manobrável
-Faz de 100 a 200 km/h em 4s3
-Exigente, às vezes exaustiva
-Preço: 26.190 euros

Ducati Panigale S V4:

-Soa parecido com o V2 em baixa
-Mais silencioso em alta
-De 6 a 7 mil rpm a V4 alinha e a V2 não
-Faz de 100 a 200 km/h em 3s7
-Preço: 27.990 euros


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.