Mundial de Superbike: Davies afirma que venceu sem precisar forçar o ritmo


Chaz Davies era só elogios à Ducati depois da vitória na segunda bateria do GP de Aragón ontem (15). O galês afirma que nem precisou forçar o ritmo para ultrapassar os adversários e chegar à frente de Jonathan Rea (Kawasaki).

chaz-davies-gp-de-aragon-2018Davies foi segundo colocado na primeira bateria realizada sábado (14) e venceu com autoridade a segunda no domingo, resultados que o colocam apenas 12 pontos atrás de Rea na tabela de classificação do campeonato. Apesar disso, o galês disse que não foi fácil.

A corrida não foi uma volta no parque, tive que lutar muito pela vitória. Comecei em oitavo, mas sabia o que precisava fazer para alcançar os primeiros”, garante. “Nas primeiras voltas consegui encontrar a confiança que precisava na moto. A Ducati mostrou ter um grande potencial“, revela.

Davies é conhecido pela impetuosidade, às vezes se acidentando no clímax de uma disputa. Dessa vez, no entanto, o piloto da Ducati afirma que preferiu usar a cabeça: “Corremos com um pneu traseiro mais macio e esperávamos mais estabilidade, mas a traseira continuou a deslizar, por isso tentei ser paciente e evitei forçar demais. Depois fiz alguns bons passes e estava na posição certa para obter um bom ritmo”, explicou.

Graças às novas regras, que limitaram a capacidade de giro das motocicletas (especialmente da Kawasaki), o campeonato está mais equilibrado do que nos últimos anos, com Davies no encalço do tricampeão Rea. A próxima etapa acontece em Assen, no próximo final de semana (21-22).


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.