Yamaha encomenda XSR900 à customizadora e o resultado é fantástico


A Yamaha continua firme e forte com o projeto Yard Built – que visa a criação de versões customizadas de suas motocicletas, principalmente a XSR900. Agora, a marca dos diapasões pediu aos britânicos da AutoFabrica para fazer o serviço. O resultado ficou tão excepcional, que dois protótipos foram feitos.

yamaha-xsr900-by-autofabrica-2018-capaAté agora, a AutoFabrica ainda não havia chamado a atenção das grandes montadoras. Sediada nos subúrbios de Londres, a oficina se destaca por um estilo distinto, geralmente com carroceria de suas motocicletas sob formas limpas e minimalistas.

E essa foi a receita para o primeiro protótipo, destinado desde o início a ser uma máquina de pista, ou seja, sem preocupações com leis ambientais e de trânsito. Desde o esboço, o design era radical e unia o tanque de combustível e o farol em uma única peça, com o guidão passando por dentro.

Como aqui não há limites para a imaginação, essa solução estilística foi adotada no modelo verdadeiro criando um incrível efeito aerodinâmico. As formas esculpidas em uma mistura de fibra de carbono e plástico são chocantemente modernas, mas ao mesmo tempo dá gosto em olhá-las, ao contrário de muitos conceitos futuristas por aí.

yamaha-xsr900-by-autofabrica-2018-5

Versão final manteve o radical desenho original. (AutoFabrica/Yamaha)

Agora, as mudanças mecânicas. Os garfos Öhlins FGRT foram encurtados em 50 mm para adequar-se à proposta quase Café Racer da moto e estão ligados a lingotes de alumínio personalizados. Na traseira, o amortecedor único Öhlins STX45 também teve sua altura reduzida.

As rodas são de fibra de carbono da BST, montadas em pneus Pirelli Diablo Supercorsa V2 de competição. O sistema de freios também foi atualizado, com dois discos de 330mm flutuantes e pinças Brembo. Pouco precisou ser feito no motor tricilíndrico de 847 cm³ da MT-09. Apenas um filtro K&N para oxigená-lo melhor.

O segundo protótipo tem como base uma antiga XS750 fabricada em 1976. A tendência estética é a mesma, mas como seu objetivo era mais “urbano”, o resultado estilístico é mais convencional, com capa do farol e tanque de combustível separados. A motocicleta, no entanto, é ainda mais baixa que a antecessora.

Como manda as diretrizes do projeto Yard Built, o chassi não foi cortado e o motor pouco modificado. E nem precisou, na verdade. “Isso passou de uma bela ideia com uma ótima moto para essas criações impressionantes que funcionam maravilhosamente“,  disse Antoin Clémont, chefe de produto da Yamaha Europe.

Se você estiver em Londres no próximo mês, as motos estarão expostas no “Bike Shed Motorcycle Show”, em Chelsea, entre 25 e 27 de maio. E tem mais: o segundo protótipo vai ser fornecido pela Auto Fabrica em uma tiragem limitada com as primeiras entregas esperadas para o final de 2018.

Protótipo 1
Protótipo 2


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.