Não parece, mas essa carenada é uma Yamaha MT-07


A empresa norte-americana AP Moto Arts realizou um trabalho que, até então, poucos imaginavam ser possível: transformar a naked Yamaha MT-07 em uma espevitada superbike, pronta para proporcionar horas de diversão nos autódromos.

yamaha-mt-07-racing-by-ap-moto-arts-2018-1Conforme explicamos nesse artigo e em nossa última enquete, o segmento das superbikes médias anda em declínio nessa década. Uma combinação de baixa demanda e altos custos de fabricação estão fazendo as montadoras mirarem seus focos em modelos mais urbanos, nas quais se enquadra justamente a Yamaha MT-07.

Curiosamente, a marca dos diapasões é uma das poucas a oferecer uma verdadeira superbike média atualizada, a fantástica YZF-R6. Mesmo assim, seu alto preço e especificações nobres tornam-na inacessível para os muitos corredores ocasionais e foi nesse cenário que a AP Moto Arts entra em ação.

yamaha-mt-07-racing-by-ap-moto-arts-2018-2

Liderada por Andy Palmer, a AP Moto Arts é uma empresa localizada no sul da Califórnia (terra de ases como Eddie Lawson e Randy Mamola) e oferece todo o tipo de serviço voltado às pistas, desde aulas de pilotagem, fornecimento de peças de competição e até aluguel de motocicletas, como essa MT-07 esportiva.

As mudanças na motocicleta começaram com a instalação de novos garfos invertidos e amortecedor traseiro, com uma haste de suspensão levantada. Um novo sistema de freios precisou ser providenciado, com novos discos duplos e pinças de maior poderio. A embreagem original também foi substituída.

Válvulas de admissão e escape receberam um polimento especial, enquanto que o sistema de escapamento é inteiramente novo, sob medida. A centralina eletrônica recebeu uma nova configuração e essas modificações foram suficientes para extrair alguns cavalos extras do motor bicilíndrico de 689 cm³, chegando a 78 cv.

yamaha-mt-07-racing-by-ap-moto-arts-2018-6

A MT-07 foi concebida para ser uma naked urbana, de modo que a AP Moto Arts precisou bolar um ajuste em que as carenagens (sob medida) se encaixassem perfeitamente na motocicleta. As pinturas emulam as cores tradicionais da Yamaha, na MotoGP e outros campeonatos.

O resultado geral é muito interessante e, para quem não tem o olhar clínico com motocicletas, o visual é praticamente idêntico ao de uma R6 de pista custando muito menos. Infelizmente, essa belezinha não está a venda, apenas pode ser alugada, para a felicidade dos californianos. O segmento supersport vive!


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.