Trump quer convidar outras marcas a produzir nos Estados Unidos


O presidente Donald Trump realmente está bravo com a Harley-Davidson. Segundo a imprensa norte-americana, o atual líder dos Estados Unidos vai convidar outras fabricantes de motocicletas a se mudarem para o país em substituição à marca de Milwaukee.

donald-trump-e-harley-davidson-2018Na semana passada, a Harley-Davidson anunciou que iria transferir parte de sua produção para uma fábrica na Tailândia, como forma de contornar as novas tarifas de importação impostas pela União Europeia, que passaram de 6% para 31% no final de junho.

Foi uma resposta da União Europeia à decisão do governo norte-americano em aumentar as tarifas para o aço e o alumínio importados aos Estados Unidos no início do ano. Trump, que havia se encontrado com a Harley-Davidson no mesmo período respondeu com indignação nas redes sociais, semana passada.

Agora, de acordo com o jornal Business Insider, Trump está procurando fomentar outros fabricantes estrangeiros nos Estados Unidos, sem mencionar nenhum nome, no entanto. A Casa Branca também não fez comentários imediatos sobre o assunto.

Agora que a Harley-Davidson está transferindo parte de sua operação para fora dos EUA, minha administração está trabalhando com outras empresas do ramo que querem se mudar para o país“, disse Trump. “Os clientes da Harley não estão satisfeitos com a mudança, as vendas caíram 7% em 2017″. Os Estados Unidos é onde a ação acontece.

Tanto a Harley-Davidson quanto o mercado norte-americano andam em baixa. Enquanto a marca do Bar&Shield fechou o ano fiscal de 2017 com uma queda de 7%, as vendas acima de 600cc no país recuaram 11,1%. Por outro lado, a Europa e até o Brasil já esboçaram reação.