Honda pode apresentar nova custom com câmbio DCT


A Honda anda bastante quieta no segmento das custom, mas a situação deve mudar em breve. De acordo com esses registros de patente, a marca japonesa pode apresentar um novo modelo que ainda conteria o sistema de dupla embreagem (DCT).

honda-vtx1300-com-dct-set-2018-1Os registros contém a imagem computadorizada de um modelo VTX 1300, série de alta capacidade cúbica (acima das Shadow) inaugurada em 2003 e ainda disponível em alguns países. De acordo com a imprensa britânica, a Honda pode introduzir o sistema DCT em uma nova geração da motocicleta.

Isso é confirmado através da segunda imagem, onde podemos ver em detalhes o câmbio de duas embreagens. O terceiro desenho contém o motor V-Twin “Fury” de 1312 cm³, que pode ser atualizado para os novos padrões de emissões. Atualmente, a motocicleta mais próxima do estilo a conter o DCT é a GL1800 Gold Wing.


Introduzido pela primeira vez na linha VFR1200, o sistema Dual Clutch Transmission (DCT) literalmente divide a caixa de câmbio em duas seções, cada uma com sua própria embreagem. Uma seção lida com a primeira, terceira e quinta marchas, enquanto a outra lida com a segunda, quarta e sexta engrenagens.

Isso permite que duas marchas sejam selecionadas (a primeira e a segunda, por exemplo) e, desengatando uma embreagem e engatando a outra, a troca de marchas acontece de forma suave, com uma entrega de potência progressiva e sem interrupções, lembrando muito o sistema de polias do câmbio CVT.

Seu grande “Calcanhar de Aquiles” é o acúmulo peso graças à hidráulica extra e à segunda embreagem, o que também eleva os custos. No entanto, é perfeito para motos voltadas para longas viagens e já está sendo implementado e outros modelos, como a CRF1000L África Twin e no maxiscooter X-ADV. Sua introdução numa custom “pura”, portanto, faz todo o sentido. O lançamento, contudo, permanece um mistério.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.