Em nome da segurança, Suzuki dos EUA vai pagar clientes para realizar Recall


Veja como são as coisas: A Suzuki dos Estados Unidos identificou um problema nos freios da linha GSX-R e vai pagar para que os proprietários levem os modelos às concessionárias e realizem o Recall.

suzuki-gsxr-payed-recall-2018O problema acontece no cilindro mestre do freio dianteiro das Suzuki GSX-R600 e GSX-R750 fabricadas entre 2004 e 2013, bem como as GSX-R1000 de 2005 a 2013. Os componentes precisam ser inspecionados e reparados o mais rapidamente possível.

Para motivar os proprietários a comparecerem ao chamamento que acontece entre 1º de setembro e 30 de novembro, a marca de Hamamatsu preparou um cartão Visa pré-pago de US$ 100 dólares (nada menos do que R$ 408,00 reais) para eles.

Segurança é nossa prioridade número um e queremos garantir que todos as GSX-R afetadas sejam reparadas“, disse Steve Muthig, vice-presidente de serviço da SMAI, em um comunicado à imprensa. “Criamos este programa de incentivo experimental para dar mais atenção ao serviço de recall do cilindro mestre de freio nesses modelos GSX-R”.


Após o serviço de recall, os clientes precisam registrar o reparo em um site especial e, uma vez que essa solicitação seja verificada a partir da reclamação de garantia enviada pelo revendedor, eles receberão o cartão Visa pré-pago.

O objetivo da Suzuki é fazer com que 100% das unidades afetadas sejam consertadas, mas segundo as más línguas isso também tem outras motivações menos nobres. Como por exemplo, aproveitar para oferecer o conserto de outros componentes não abrangidos pelo Recall, por exemplo.

De acordo com a imprensa norte-americana, outras marcas já fez esse tipo de estratégia antes e os clientes ficam mais propensos a gastar os $100 dólares na própria concessionária do que guardá-lo na conta. De qualquer forma, o número de incentivos é limitado e será cumprido em uma base de primeiro a chegar.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.