Salão de Colônia: KTM atualiza 1290 Super Duke GT e R para 2019


A KTM está apresentando essa semana, no Salão de Colônia, a linha 2019 da Super Duke 1290, em suas versões GT e R. As nakeds mais fortes do mercado ganharam atualizações estéticas, eletrônicas e mecânicas, ficando ainda mais potentes para o próximo ano.

ktm-1290-super-duke-gt-2019-1

Super Duke GT: mais próxima da versão R. (Fotos: KTM/Divulgação)

A maioria das alterações se concentrou na GT, com a finalidade de aproximar o desempenho da sport-touring de sua irmã urbana. O motor de dois cilindros em L de 1.301 cm³ ganhou câmaras ressonantes revisadas, novas válvulas de admissão de titânio e um mapeamento de aceleração aprimorado.

As mudanças fizeram a potência máxima atingir impressionantes 175 cv, enquanto que o torque é de brutais 14,37 kgf.m. Para segurar esse rojão, a KTM atualizou sua centralina eletrônica, habilitando a Super Duke GT a ter um modo de pilotagem “Track” disponível como opcional. A moto ainda conta com controle de tração e ABS em curvas.

Falando em eletrônica, a Super Duke GT também ganhou o mesmo painel digital em TFT de 6,5 polegadas da 1290 Super Adventure e o quickshifter bidirecional que já estava disponível na Super Duke R.

ktm-1290-super-duke-r-2019-1

Super Duke R: mais próxima das superbikes.


Na parte estética, as mudanças se concentraram na dianteira, com a GT ganhando um novo farol, bem com um novo para-brisa, ambos mais próximos em desenho com a Super Duke R. As aletas laterais foram redesenhadas e ganharam duas entradas USB, uma de cada lado da moto.

Por último, a KTM adicionou a mais recente suspensão semi-ativa à Super Duke GT, que possui três modos de amortecimento: “Comfort”, “Street” e “Sport”, com ajustes pré-programados de carga para passageiros e bagagem. Manoplas aquecidas também estão equipadas de série.

Bastante moderna e atual, a 1290 Super Duke R ficou praticamente inalterada em 2019, ganhando apenas um “Performance Pack” àqueles que preferem utilizá-la no autódromo. Esse pacote opcional conta com controle de largada, ajuste de rotação, modo de pista, mapeamento de ignição livremente configurável e função anti-wheelie desabilitada.

Os novos modelos devem chegar às concessionárias norte-americanas e europeias no primeiro semestre de 2019 nas cores preta e branca (com detalhes laranja). No Brasil ainda é oferecida apenas a importada Super Duke GT da geração anterior, por cerca de R$ 97.500,00.

KTM 1290 Super Duke GT

KTM 1290 Super Duke R