Peugeot apresenta conceitos Roadster e Café Racer em Paris


A Peugeot é conhecida por seus carros no mercado brasileiro, mas na Europa também se destaca com scooters de muita qualidade. A marca francesa, no entanto, pretende oferecer algo a mais em breve, com os conceitos P2x Roadster e P2x Café Racer.

p2x-cafe-racer-2018-2Os modelos de 125cc e 300cc foram revelados durante o Salão de Automóveis de Paris, que aconteceu essa semana na capital francesa e se destacam pelo estilo, que mescla elementos modernos com outros clássicos, algo muito em voga na atualidade.

Ambas contam com motores monocilíndricos de duplo comando e refrigeração líquida derivados da Mahindra Mojo, marca indiana que é proprietária da divisão de motocicletas da Peugeot desde 2014. Na 125cc, as influências de estilo remontam a Peugeot 515 da década de 1930.

peugeot-p2x-dianteira-2019A 300cc tem acabamento nas cores de competição da Peugeot, guidão mais baixo, rodas de liga pretas e assento para apenas um ocupante. Na Mahindra Mojo, o motor oferece 32 cv e 3,05 kgf.m de torque, mas de acordo com os rumores de Paris, terá mais potência na Europa, além de já vir homologado para o Euro5.

As duas motocicletas contam com bengalas dianteiras invertidas e painel digital em TFT colorido de 5 polegadas, com “i-Connect Bluetooth” para conexão com smartphones e GPS. A iluminação é inteiramente composta por LEDs.

Participar no retorno da Peugeot ao mundo das motocicletas está injetando ainda mais emoção na missão de design que me foi confiada por esta empresa francesa de 120 anos“, disse Damien Basset, chefe de design da Peugeot Motorcycles. “Nós prestamos muita atenção nas proporções dessa bicicleta urbana, estudamos cada milímetro de cada uma de suas superfícies. A P2X é a nova motocicleta Peugeot.”

Apesar do entusiasmo evidenciado em Paris, nada ainda foi dito sobre a chegada de versões de produção da P2x Roadster e P2x Café Racer ao mercado europeu. Os indianos, no entanto, acham que isso pode acontecer por volta de 2020.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.