Salão de Milão: Harley-Davidson revela mais detalhes sobre a elétrica LiveWire


Além de expor suas várias novidades, a Harley-Davidson disponibilizou, essa semana no Salão de Milão, maiores detalhes técnicos sobre a LiveWire, primeira motocicleta elétrica de sua história. O modelo vai ser comercializado já em 2019.

harley-davidson-livewire-2019

Esportiva, a LiveWire conta com suspensões Showa e freios Brembo. (Harley-Davidson/Divulgação)

Para uma marca normalmente avessa a grandes avanços técnicos, a LiveWire é uma revolução e tanto. Por isso, muitas perguntas foram e ainda são feitas sobre o modelo, a maioria deles sobre como funciona o motor elétrico desenvolvido pela empresa.

A LiveWire é alimentada por um motor elétrico de ímã “magnético” que produz um torque instantâneo no momento em que o acelerador é torcido. Está localizado na parte mais inferior possível, para reduzir o centro de gravidade e ajudar na agilidade em todas as velocidades, assim como parada. O modelo foi projetado para produzir um som que aumenta de tom e volume com a velocidade.

Alimentada por uma pequena bateria de íons de lítio de 12 volts contida em uma caixa de alumínio refrigerada, a LiveWire pode ser carregada rapidamente através de um bocal no tanque, ou a partir de uma tomada de parede à condutores sob o assento. Entretanto, nenhuma palavra foi dita sobre potência, autonomia ou tempo de recarga.

harley-davidson-livewire-2019-10

Há duas tomadas para recarga, uma sobre o bocal do tanque. (Harley-Davidson/Divulgação)


O quadro é de alumínio e tem o motor como peça fundamental da estrutura, para aumentar a rigidez. De caráter nitidamente esportiva, a LiveWire conta com garfos invertidos Showa totalmente ajustáveis na dianteira. O mesmo pode ser dito sobre o amortecedor traseiro SFF-BP da mesma marca. Dois discos de freio de 300mm são mordidos por pinças Brembo monobloco. Os pneus são Michelin Scorcher de 120 polegadas na dianteira e 180 na traseira.

Como era de se esperar, a LiveWire vem recheada de equipamentos eletrônicos, como ABS, controle de tração e sete modos de pilotagem, quatro definidos pela marca e três que podem ser configuráveis pelo proprietário. Tudo é visualizado através de um painel de TFT sensível ao toque, que ainda oferece conectividade com seu smartphone.

harley-davidson-livewire-2019-2

As concessionárias oferecerão pontos de recarga aos clientes. (Harley-Davidson/Divulgação)


É um grande momento para nós, porque nossos engenheiros têm trabalhado nisso há anos e agora eles finalmente conseguiram mostrá-lo ao público“, diz Paul James, diretor de gerenciamento de programas da marca. “É um tipo de alívio em muitos aspectos. Trabalhamos muito para seguir em frente“.

Para o diretor, o fato de a motocicleta ter sido testada por clientes da marca vai ajudar a criar simpatia com o público: “Muitas pessoas estão pensando ‘ei eu andei nessa moto há dois anos’. Mas ela compartilha muito poucas partes com o LiveWire de quatro anos atrás“, garante.

A Harley-Davidson LiveWire estará disponível no regime de pré-venda nos Estados Unidos e Europa a partir de janeiro de 2019. Todos os concessionários da marca que venderem a motocicleta elétrica oferecerão também uma estação de carregamento pública.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.