Empresa eslovena transforma Yamaha trilheira em Supermotard


Transformar uma autêntica trilheira em uma supermotard é um trabalho que quase sempre resulta em boa coisa. É o que os eslovenos da Rotobox acabam de fazer com o “Splice”, conceito que tem como base uma Yamaha WR450F.

A empresa eslovena já é conhecida por fabricar rodas de competição em fibra de carbono de altíssima qualidade. Agora, eles foram mais longe, equipando a WR450F com que há de melhor no universo On-Road, graças a uma mãozinha da equipe oficial da Yamaha no Mundial de Endurance (YART), com sede na vizinha Áustria.

Originalmente a moto era assim.

Embora o motor e o chassi tenham permanecido praticamente sem modificações, todo o resto da motocicleta foi alterado, começando pelo braço oscilante, doado de uma Yamaha YZF-R6. Os pneus são slicks com o traseiro medindo 190 mm de largura. Os para-lamas foram criados utilizando a técnica de impressão 3D.

Nas suspensões, a Öhlins dá o seu toque de magia, com bengalas invertidas FG461 na dianteira e amortecedor TTX Flow na traseira. O mesmo pode-se dizer dos freios, com pinças Brembo GP4RR de quatro pistões que mordem discos de 320mm. O offset  é ajustável em 14 mm.

O escape feito sob medida possui revestimento de cerâmica, assim como as tampas do motor. A corrente é D.I.D e os parafusos principais de titânio. Com o peso reduzido para míseros 119 kg e uma potência estimada em 50 cv, seu comportamento deve ser nada menos que diabólico. Assim como seu preço, 34.000 euros por unidade.