MotoGP: Comissão dos Grandes Prêmios aprova mudanças importantes para 2019


A Comissão dos Grandes Prêmios anunciou ontem (5) mudanças importantes em diversos segmentos das corridas do Mundial de Motovelocidade. Classificações, pilotos substitutos, reinícios após corridas interrompidas e outros detalhes foram alterados para 2019.

Uma reunião foi realizada em Madri no dia 30 de novembro, com a presença de Carmelo Ezpeleta (CEO da Dorna), Paul Duparc (FIM), Takanao Tsubouchi (MSMA), Mike Trimby (IRTA), Corrado Cecchinelli (Diretor de Tecnologia), Mike Webb (Diretor de Provas) e Danny Aldridge (Diretor Técnico). Eles decidiram os itens a seguir.

Classificações das corridas

Anteriormente, para ser efetivamente classificado em uma corrida, o piloto tinha que estar em contato com sua moto ao cruzar a linha de chegada. Contudo, nos últimos anos, houve situações em que, devido a um acidente, ambos cruzaram a linha separadamente. A partir de agora, seu tempo total de corrida será determinado pela primeira parte do piloto ou sua motocicleta, o que cruzar a linha de chegada por último.

Pilotos substitutos

Ocasionalmente na Moto2 e Moto3, pilotos lesionados são substituídos por competidores de outros campeonatos como o FIM CEV e o Mundial de Superbike. A partir de agora, esses pilotos terão permissão para cumprir suas obrigações nas outras séries e a atividade de pista em tais eventos não contará como dias de teste para o Mundial e pode ocorrer dentro de 14 dias de um evento no mesmo circuito.

Pilotos habilitados para reiniciar uma corrida interrompida

Para estabelecer critérios mais claros sobre quais pilotos podem recomeçar uma corrida interrompida, a Comissão dos Grandes Prêmios determinou que competidores podem obter assistência dos fiscais para religar a motocicleta ou para movê-la na pista ou na estrada de serviço.


Para diferenciar o status “ativo” de “competindo ativamente” serão definidos como o piloto andando na pista, ou tentando consertar/reiniciar a moto, ou para voltar à pista ou retornar para os boxes. Os comissários de MotoGP da FIM serão os únicos a julgar se um piloto está apto a competir ativamente e tais julgamentos não estão sujeitos a recurso.

Ultrapassando sob uma bandeira amarela

Quando um piloto realizar uma ultrapassagem sob-bandeira amarela (ou qualquer outra infração), a informação será comunicada através do painel da motocicleta e na linha de chegada durante um máximo de três voltas (anteriormente eram cinco voltas).

Dar a partida nas motocicletas

Por razões de segurança, não será permitido ligar o motor de uma motocicleta de corrida dentro do box a qualquer momento. Os motores devem ser iniciados no pit lane.

Novos títulos oficiais foram aprovados para os seguintes registros:

– “All Time Lap Record” – O tempo de volta mais rápido da história, incluindo todas as sessões de Grand Prix.
– “Best Race Lap” – O melhor tempo de volta da história feito durante uma corrida.

Pontos de Concessão – MotoGP

Quando uma marca conquista pontos suficientes para perder concessões, o direito dos pilotos de teste de testar em qualquer circuito GP é cancelado. O novo regulamento especifica que isso se aplica a testes na temporada seguinte, quando o fabricante deve nomear três circuitos do calendário atual para testes.

Para que um fabricante que apenas tenha acumulado pontos de concessão em uma base involuntária não tenha perdido concessões após vários anos, foi decidido que os pontos de concessão expirarão no aniversário de dois anos da data em que os pontos foram ganhos.

Alocações de pneus

Após consulta à Comissão de Segurança e aos fornecedores oficiais de pneus, foram feitas as seguintes alterações nas alocações de pneus: Na MotoGP, a alocação padrão de pneus de chuva aumentará de 11 para 13, sendo seis pneus dianteiros e sete traseiros.

Nas classes Moto2 e Moto3, o número de pneus de chuva não é limitado. No entanto, o fornecedor oficial (Dunlop) deve agora ter disponível um mínimo de quatro conjuntos de pneus de chuva por piloto.

Regulamentos Disciplinares – Penalidades não sujeitas a recurso

O Código de Disciplina contém uma lista de penalidades que não estão sujeitas a apelação, geralmente as penalidades dadas durante uma corrida. No entanto, os Comissários da FIM também poderão impor uma punição de tempo quando a padrão (mudança de posição, passagem, por exemplo) não puder ser cumprida, por não haver tempo suficiente.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.