Receita de como customizar uma Yamaha MT-07


A Yamaha MT-07 é uma das motos de maior sucesso da marca no mundo e uma das razões é sua facilidade de customização. Esse construtor norte-americano nos dá um belo exemplo de como fazer isso.

A própria Yamaha conhece a versatilidade da MT-07, tanto que no exterior eles oferecem a XSR700, versão retrô que essencialmente é a mesma moto. Mas, o mecânico Greg Hageman prova que não é preciso comprar uma para deixar o modelo legal.

Não tão limpa quanto a XSR700, a MT-07 tem um design mais “plástico” e em camadas, o que apresenta desafios estéticos. Ainda assim, Hageman tentou preservar a personalidade da moto: “decidimos manter os painéis de tanque e ver o que poderia ser feito para limpar a moto e dar a ela uma vibe mais vintage e agressiva“.

Hageman começou substituindo os painéis laterais de plástico por outros em fibra de carbono. A traseira deu mais trabalho. O subquadro foi substituído e refeito para ficar mais curto e permitir a colocação de números nas laterais. O assento é o da XSR700.

O cuidado na construção está nos detalhes. Repare de perto nas lanternas traseiras de LED cobertas por uma pequena telinha. O mesmo cuidado foi aplicado ao farol dianteiro, redondo, mas igualmente recheado de LEDs brilhantes. O guidão veio de uma Triumph Speed Triple enquanto que o painel também veio da XSR700.


O motor bicilíndrico de 689 cm³ não foi modificado, exceto pela tampa do cárter e de válvulas, que foram pintadas de preto acetinado. O escapamento é sistema totalmente em aço inoxidável inspirado na MV Agusta Brutale. Os dois silenciadores vieram da Cone Engineering.

As suspensões também não foram muito alteradas. Apenas o amortecedor traseiro foi substituído por uma unidade da Öhlins, assim como novos cartuchos nos garfos dianteiros convencionais, também da marca sueca. As pinças são Brembo e os discos em formato wave deram lugar a outros totalmente redondos, mais tradicionais.

O que mais chama atenção, é claro, é a pintura amarela com bloquinhos pretos e brancos imortalizada nas pistas por Kenny Roberts. Praticamente qualquer moto que tenha esse design é um colírio para os olhos. E o trabalho ficou tão bem feito que até parece ter sido concebido na fábrica da Yamaha e não em uma garagem.

É uma moto bonita, sem dúvida e também é uma corredora“, comenta o parceiro de Hageman, Michael Martens. “Para uma pilotagem esportiva e urbana, esta é a solução. Ela tem o equilíbrio certo entre potência e chassis”. Diversão garantida para o dia a dia, e agora com muito estilo.

Via | Bike Exif