Troféu Turista da Ilha de Man na TV? A possibilidade existe para 2019


O sonho de muita gente é ver o lendário Troféu Turista da Ilha de Man ao vivo na TV, como acontece nas corridas de MotoGP. Agora, um importante passo parece ter sido dado nessa direção e as consequências poderemos ver já na edição 2019.

De acordo com a imprensa britânica, um novo acordo de transmissão entre duas empresas de Hollywood foi firmado para criar a “Global Motorsports Ventures”, responsável por geral conteúdo para plataformas de TV, filmes, streaming on-line e jogos.

A primeira empresa é a Pilgrim Media, responsável pelas séries American Chopper e Fast N ‘Loud. A outra é a Digital Circus, cujo CEO é o ex-presidente do Discovery Channel Clark Bunting. As parceiras atingiram um acordo para acrescentar aos destaques pós-evento existentes que foram transmitidos nos últimos anos pelo canal ITV4.

A viabilidade de transmitir as corridas do Troféu Turista da Ilha de Man ao vivo sempre foi severamente limitada pela natureza do circuito com mais de 60 quilômetros. O desafio em transmitir imagens ao vivo de vários locais remotos e manter um helicóptero até agora tem sido visto como os principais obstáculos comerciais e técnicos.

Craig Piligian (Pilgrim Media) e Clark Bunting (Digital Circus) são os líderes do projeto.


Mas um teste abrangente e bem-sucedido de transmissão de imagens ao vivo nos pontos mais emocionantes do circuito durante o TT 2018 mostrou que a cobertura ao vivo pode ser possível. Contudo, ainda há outros problemas, principalmente contratuais.

Um novo contrato para realizar a cobertura de TV foi assinado com a NorthOne Television em julho deste ano. “O Departamento de Turismo da Ilha continuará com todos os contratos de direitos existentes em vigor – tais como aqueles para produzir os programas de destaque e distribuí-los globalmente“, disse o ministro do Governo da Ilha de Man, Laurence Skelly.

Skelly também confirmou que a Global Motorsports Ventures não receberia nenhuma ajuda financeira do Governo da Ilha de Man. Em uma entrevista à Manx Radio, o dirigente descreveu o acordo dando à empresa um ano para concretizar seus planos.

De qualquer forma existe agora a possibilidade de que uma verdadeira transmissão ao vivo seja feita, o que deixa Peter Duke, CEO e fundador da conhecida Duke Video entusiasmado. “É um divisor de águas para o evento que pode levá-lo ao próximo estágio do mundo esportivo. A tecnologia moderna nos forneceu dois catalisadores para essa mudança“, afirma.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.