Ex-campeão de corridas de estrada é preso após perseguição com a polícia


O piloto de corridas de estrada Connor Behan foi preso após realizar uma perseguição coma polícia a quase 150 km/h em Northwich, no noroeste da Inglaterra. O britânico, que foi campeão na classe Super Twins terá que cumprir 20 semanas de prisão.

Behan foi flagrado pela polícia ultrapassando perigosamente dois veículos em seu Audi no 17 de dezembro de 2018. O piloto chegou a parar, mas quando os policiais o abordaram, ele fugiu levando-os a uma perseguição, antes de tudo acabar com um acidente.

Após o acidente, Behan foi preso e um teste de bafômetro confirmou que o piloto havia bebido acima do limite permitido pela legislação local. Além disso, os policiais encontraram cocaína e uma soqueira no veículo.

Behan começou a correr em 2004, e se tornou campeão da classe Super Twins em 2014, se retirando das pistas no ano seguinte. O britânico se declarou culpado de dirigir perigosamente, dirigir embriagado e não parar quando informado pela polícia. “Eu vi as luzes da polícia, entrei em pânico, eu fui estúpido“, disse à imprensa.

O juiz condenou Behan a 20 semanas de prisão por dirigir perigosamente e caçou sua licença por dois anos e dez semanas. Ele também recebeu uma pena de prisão de oito semanas pela posse da soqueira e quatro semanas por posse de cocaína e dirigir embriagado.

Essa não é a primeira prisão de Behan. Anteriormente, o piloto já havia cumprido um ano de uma sentença de três anos por fornecimento de medicamentos na Espanha. Agora, além de todas as acusações, o ex-piloto também precisará pagar uma sobretaxa de £ 200 libras (R$ 944 reais) de custos.