Nova Triumph Rocket III é flagrada em testes


No mês passado avisamos que a Triumph pretendia renovar a sua maior e principal custom, a Rocket III. Agora, confirmando as suspeitas, um protótipo foi flagrado em testes, com muitas modificações em relação ao modelo original.

A nova Rocket III parece mais musculosa e menos pesada que o modelo atual.

Em um evento particular entre os seus principais concessionários no final do ano passado, a Triumph apresentou os planos para 2019 e entre eles foi mostrada no telão a ilustração de uma nova Rocket III completamente revista.

Confirmando as expectativas iniciais, o protótipo contém um design completamente rejuvenescido, mais musculoso, embora ainda clássico. As principais modificações concentraram-se na rabeta, bem mais curta e com a lanterna de freio integrada, o que  lembra a concorrente Ducati Diavel.

O brutal motor 2300cc de três cilindros transversais mantém o mesmo aspecto, embora possua tampas de válvulas novas e um sistema de exaustão completamente diferente. Como na ilustração previamente mostrada, os canos de escapamento são mais curtos e com aspecto mais esportivo.

Balança traseira monobraço e rabeta curta, como a Ducati Diavel.


Não há maiores informações sobre o motor, mas provavelmente deve possuir extensas modificações internas para se adequar às novas – e ainda mais severas – normas do Euro5, que entram em vigor na Europa em 2020. Isso pode significar, inclusive, um aumento de cilindrada.

A suspensão dianteira também mudou, com um garfo invertido completamente diferente, além da adoção de freios Brembo e ABS. Na traseira, os amortecedores duplos convencionais foram dispensados, para a adoção de um monoshock sob a rabeta. A balança é outra peça inteiramente nova do tipo monobraço, o que deixa o largo pneu traseiro e sua roda de liga cuidadosamente esculpida à mostra.

Uma das poucas coisas que permaneceram foram os faróis circulares duplos, muito embora eles sejam agora acionados por LEDs, assim como os piscas dianteiros e traseiros, estes fixados através de um suporte na balança. Também é possível ver que a nova Rocket III terá um painel com um mostrador de aspecto analógico aliado a um display de LCD, como no resto da linha Triumph.

Novo sistema de exaustão, com canos mais curtos e modernos.


Para sintonizar definitivamente a Rocket III aos novos tempos, espera-se a introdução de uma série de sistemas eletrônicos, como uma potente centralina eletrônica (IMU), capaz de providenciar à motocicleta a adoção de modos de pilotagem, controle de tração, ABS em curvas e quem sabe até suspensão semi-ativa.

Uma diferença significativa entre a ilustração e o protótipo está na posição de pilotagem. Enquanto o primeiro parece ter as pernas levemente recuadas, o segundo adota uma postura mais convencional (e com para-brisa regulável) surgindo a possibilidade de duas versões diferentes, como a Ducati faz com a Diavel e a XDiavel.

Embora ainda esteja disponível na América do Norte, a atual Rocket III foi descontinuada na Europa devido às normas antipoluição do Euro4. O modelo é praticamente o mesmo desde 2004, tornando a chegada da nova geração mais necessária do que nunca, até para conter um pouco o sucesso da Diavel. O aspecto bem acabado do protótipo indica que o lançamento não deve demorar muito a acontecer.