Novo Shark Race R Pro GP é o primeiro capacete homologado pela FIM


A Shark informou ontem (31) que o seu principal capacete de competição, o “Race R Pro GP” tornou-se o primeiro a ser homologado nos altos padrões de segurança da Federação Internacional de Motociclismo (FIM).

Trata-se de uma nova exigência para todos os pilotos que entrarem em competições chanceladas pela FIM na temporada 2019, inclusive a MotoGP. A decisão foi tomada pela Comissão dos Grandes Prêmios quando se reuniu em novembro do ano passado.

O capacete foi submetido a testes de impacto linear de baixa (5,0 m/s) e de alta velocidade (8,2 m/s), além de velocidade média em três pontos extras escolhidos aleatoriamente. Foram realizadas ainda avaliações de impacto oblíquo com cinco orientações diferentes e testes de penetração em dois pontos aleatórios.

Como passou em todas as provas, o capacete carregará agora um selo especial onde se lê “FIM Racing Homologated Helmet”, além da certificação padrão dos testes da União Europeia. O modelo será utilizado na MotoGP por Jorge Lorenzo e Johann Zarco.

Corridas fazem parte do nosso DNA“, disse Alban Rojas, chefe de pesquisa e desenvolvimento da Shark. “Desde sua fundação há 30 anos, a empresa sempre confiou em corridas de motos para melhorar o desenvolvimento. Nossa filosofia é ultrapassar as fronteiras técnicas e inovar para garantir aos pilotos o mais alto nível de desempenho e proteção, o que também excede os padrões de segurança“.

O capacete estará disponível em cinco tamanhos diferentes (XS a XL) e a aprovação é válida somente quando todos os acessórios disponíveis (queixeira, entradas de ar superiores, frontais, laterais, saídas de efeito Venturi e spoiler aerodinâmico traseiro) estiverem instalados.