MotoGP: com volta voadora no final, Viñales lidera 2º dia de testes em Sepang


Maverick Viñales colocou a Yamaha na frente hoje (7), no segundo dia de testes coletivos da MotoGP no circuito de Sepang. O espanhol cravou a melhor volta de 1min58s897 nos instantes finais da sessão colocando mais de meio segundo de vantagem sobre Alex Rins.

Viñales estabeleceu a melhor volta na 62º passagem de um total de 63 e ficou a apenas 0s067 do recorde extraoficial (1min58s830) registrado por Jorge Lorenzo na temporada passada, quando ainda estava na Ducati. Agora na Honda, o espanhol é a grande ausência, já que ainda se recupera de uma lesão no pulso esquerdo.

Rins completou 61 voltas e ficou novamente em segundo, mostrando uma Suzuki muito consistente em Sepang. O chefe da equipe Davide Brivio disse que eles trabalharam com diferentes braços oscilantes, nova aerodinâmica, mapeamento do motor e embreagem, bem como um novo escapamento e diferentes combinações com os dois pilotos.

Depois de cair no primeiro dia, Jack Miller conseguiu percorrer 49 voltas hoje ficando apenas 1 décimo atrás de Rins, na terceira posição. O australiano conseguiu ser mais veloz que Andrea Dovizioso, apenas 45 milésimos atrás em sua Ducati de fábrica.

Cal Crutchlow, que regressa de uma lesão no tornozelo sofrida em Phillip Island na temporada passada caiu novamente hoje, embora sem maiores consequências. O britânico conseguiu percorrer 53 voltas e terminar a sessão em quinto, o suficiente para ser a Honda mais veloz do dia.

Valentino Rossi repetiu a sexta posição do primeiro dia estabelecendo a sua melhor volta na 8º de 51 passagens. O italiano teve uma agenda cheia, tendo que comparar diferentes winglets e itens de chassis. O maior foco foi a análise da última parte da curva e, especificamente a aceleração, grande calcanhar de aquiles da Yamaha em 2018.

Tito Rabat voltou a andar bem colocando a sua Ducati GP18 em sétimo, logo à frente de Marc Márquez, que para poupar o seu ombro esquerdo rodou apenas 37 voltas hoje. O campeão do mundo trabalhou no novo motor e eletrônica, com muito para analisar incluindo algumas carenagens diferentes.

Mais discreto, Danilo Petrucci ficou apenas em nono, com o italiano focado em encontrar uma melhor conexão entre o acelerador e o pneu traseiro em sua Ducati. Takaaki Nakagami (LCR-Honda) completou os dez primeiros após 60 voltas ficando à frente de Johann Zarco (11º), em seu melhor dia desde que chegou à KTM. Francesco Bagnaia novamente foi o novato mais rápido em 12º.

Testes de Sepang – Dia 2 (dez primeiros)

01. Maverick Viñales (Yamaha) – 1:58.897
02. Alex Rins (Suzuki) – 0.527s
03. Jack Miller (Pramac-Ducati) – 0.620s
04. Andrea Dovizioso (Ducati) – 0.665s
05. Cal Crutchlow (LCR-Honda) – 0.669s
06. Valentino Rossi (Yamaha) – 0.728s
07. Esteve Rabat (Avintia-Ducati) – 0.767s
08. Marc Márquez (Honda-HRC) – 0.893s
09. Danilo Petrucci (Ducati) – 0.948s
10. Takaaki Nakagami (LCR-Honda) – 1.069s