Kawasaki vai voltar a fabricar cabeçotes de Z1 e Z2 para reposição de peças


A Kawasaki vai voltar a fabricar peças de suas motocicletas mais clássicas para não deixar os proprietários na mão. O primeiro item a ser reproduzido será o cabeçote das icônicas Z1 e Z2, dos anos 1970.

Kawasaki Z1: de volta à linha de montagem da Kawasaki quase 50 anos depois de seu lançamento. (Jahn)

Os modelos estão entre os mais cultuados do motociclismo, preservados e restaurados por colecionadores de todo o mundo. O único problema é a falta de peças de reposição para mantê-las em suas especificações originais.

Os cabeçotes, no entanto, serão produzidos utilizando-se materiais atuais e técnicas de fabricação modernas. Nessa primeira fase a Kawasaki pretende oferecer apenas um lote de 1000 unidades, podendo aumentar a produção conforme a demanda.

Inicialmente, as vendas são limitadas exclusivamente ao mercado japonês, através de um site exclusivo a ser criado. Mas, se a necessidade se confirmar, a marca de Akashi também pode produzir outras peças recorrentes e providenciar sua exportação.

A iniciativa ainda é uma novidade no motociclismo, mas já uma realidade no automobilismo. A BMW oferece um serviço de peças de reposição sob demanda para seus carros mais clássicos e a Mercedes-Benz possui um centro exclusivo na Alemanha para fazer a manutenção desses automóveis.


Sobre Lucas Carioli

Publicitário de formação, jornalista por opção, principalmente sobre o motociclismo, o único "ismo" que pratica. Quando não está escrevendo ou tocando rock, está perdido em alguma estrada com sua moto.