Lorenzo: “precisaria de outro mês para estar 100%”


Além de Marc Márquez, quem também começa a temporada 2019 de MotoGP recuperando-se de lesões é Jorge Lorenzo. O espanhol disse que precisaria de outro mês para estar plenamente apto, mas vai tentar de tudo no GP do Catar, nesse final de semana.

Lorenzo sofreu dois fortes acidentes no final do ano passado quando ainda estava na Ducati e outro em janeiro, enquanto treinava de Dirty Track. Por isso, o pentacampeão praticamente não andou na pré-temporada e participou apenas da última sessão de testes, no Catar.

Eu precisaria de mais um mês para estar 100%. Isso significa ser capaz de realizar todas as tarefas do dia-a-dia, incluindo aquelas na academia, sem impedimentos de mobilidade e sem dores“, explicou Lorenzo. “Agora, na motocicleta, sofro muito menos do que fazendo uma flexão. Na moto, não estou tão mal e não acho que isso [as lesões] me impeça de fazer uma boa corrida“.

 


Lorenzo enfrenta uma segunda mudança de equipe em três anos, desde quando deixou a Yamaha no final de 2016. O espanhol não se considera favorito à vitória no GP do Catar ou ao título desse ano, mas se mostrou aberto a todas as possibilidades.

Estou aberto a tudo, porque tudo pode acontecer, tanto bom quanto ruim. Espero que boas coisas aconteçam, mas coisas ruins podem acontecer também. Eu não descarto nada“, destacou o espanhol. “Obviamente, eu não sou o favorito nem estou no grupo de favoritos, mas tanto para a corrida quanto para o campeonato eu não descarto nada. Temos muito a construir, há pilotos que já conhecem suas motos há vários anos, ou muitos, e estão muito mais preparados no momento. Mas na MotoGP tudo é possível“.

Os treinos livres para o Grande Prêmio do Catar, primeira etapa da temporada 2019 começam ainda nessa sexta-feira (8) no circuito de Losail. Os treinos classificatórios acontecem amanhã (9) e a corrida é no domingo (10) a partir das 10h30 no SporTV2.