Aos 79 anos, morre Arlen Ness, pioneiro customizador norte-americano


O universo das customizações perdeu um de seus maiores ícones: Arlen Ness faleceu no último dia 22 de março aos 79 anos. O norte-americano construía motos customizadas desde a década de 1970.

Ness começou sua carreira ainda no final dos anos 1960, quando conseguiu economizar o suficiente em seu emprego de instalador de portas e janelas de alumínio para comprar uma Harley-Davidson Knucklehead de 1947, que foi inteiramente transformada.

Apelidada de “The Untouchable” (a intocável), a motocicleta lhe garantiu-lhe o primeiro prêmio de customização em um evento na baía de São Francisco em 1967. Animado com a boa receptividade que suas criações tinham, Ness decidiu abrir sua primeira loja de motos, pintura e acessórios em 1970.

Daí em diante, Ness tornou-se uma verdadeira referência em customização, não apenas nos Estados Unidos como em todo o mundo. Motos baixas, extremamente largas ou com grandes rodas dianteiras eram sua marca registrada, assim como as cores vivas. Uma assinatura estética que teve como inspiração as drag races norte-americanas.

A paixão transformou-se em uma grande empresa, a Arlan Ness Motorcycles, que não apenas comercializa motocicletas customizadas novas e usadas, mas também oferece peças de reposição, equipamento de pilotagem e vestuário.

Foi a própria empresa que anunciou a sua morte ainda no último sábado (23), através de sua página no Facebook. Eles o descreveram como um “marido, pai, avô e líder visionário e amoroso de nossa família”. A causa exata da morte não foi revelada, mas consta-se que Ness estava doente há algum tempo.