Empresa holandesa cria macacão com airbag mais leve e ventilado


A empresa de vestuário motociclístico REV’IT está apresentando essa semana o Max Air, novo macacão de competição que, assim como os modelos de Alpinestars e a Dainese, também se beneficia da tecnologia airbag, porém com muito mais leveza e ventilação ao piloto.

Nos trajes atuais, os sistemas eletrônicos de inflação do airbag são pesados e podem acrescentar até 4 quilos e meio aos macacões. Além disso, as peças são muito pouco ventiladas, gerando um grande desconforto aos pilotos em regiões mais quentes.

Com o Max Air, no entanto, a REV’IT promete deixar o fluxo de ar 50% melhor do que o melhor airbag da competição, além de reduzir o seu peso em 25%. Eles conseguiram isso acrescentando minúsculos canais para que o ar penetre o macacão através da camada de couro, passando pelo airbag e seja absorvido pelo piloto.

Nossos novos tecidos possuem uma membrana totalmente permeável que permite a transferência de ar, o que significa que quando o motociclista está usando o traje, o vento e o ar ambiente ainda podem fluir contra o corpo do motociclista“, explica o chefe de design Hans van Hetelucht. “Esta é uma área crítica no gerenciamento de calor que nossos concorrentes ignoraram completamente“.

Nosso processo exato é obviamente patenteado, já que não vimos nenhuma análise neste setor ultimamente, mas você pode pensar em nossa tecnologia MAX AIR como sendo similar a pegar seu material airbag padrão e adicionar pequenas perfurações a ele para que respire ar com mais eficácia ”, esclareceu o designer.

O tecido desenvolvido pela REV’IT significa também uma boa redução de peso, já que uma quantidade notavelmente menor de material de airbag é necessária para cobrir a mesma quantidade do corpo do motociclista: “Atualmente estamos atingindo níveis de 10.000 perfurações por metro quadrado“, acrescentou van Hetelucht. “Isso basicamente nos permite ter um quarto do material físico do airbag do que os sistemas tradicionais“.

O macacão da REV’IT ainda deve ser homologado pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM) para ser utilizado nos principais campeonatos mundiais como a MotoGP. A marca holandesa, contudo, está confiante de que irá disponibilizar o Max Air nos principais mercados até 2020.

Enquanto Alpinestars e Dainese brigam na justiça pela autoria da invenção do airbag, a tecnologia vai dando passos à frente. Na semana passada, a fabricante francesa Ixon apresentou um sistema intercambiável que pode ser utilizado em qualquer jaqueta.