KTM 390 Adventure: novas fotos


Novamente foi espionado rodando em testes um protótipo da KTM que provavelmente será a nova e aguardada 390 Adventure. O lançamento pode acontecer ainda esse ano.

O protótipo já havia sido espionado pelos indianos do Thruzt Zone no mês passado e agora foi flagrado novamente pela revista alemã Motorrad sem camuflagens e com maior nível de nitidez para observarmos seus detalhes.

O design já parece estar definido e mescla elementos da Duke 390 da qual deriva, com contornos estilísticos da linha Adventure, formada hoje por modelos de 790, 1190 e 1290 cilindradas. O farol, por exemplo, segue a mesma tendência inaugurada em 2016.

Nas laterais, podemos ver que o tanque de combustível parece menos anguloso e mais largo que o da 390 Duke. As aletas laterais, no entanto, são muito parecidas. Atrás o subchassi está encoberto por capas extras e disfarçam uma traseira alongada.


O suporte de placa da 390 Duke também foi suprimido dando lugar a um assento mais largo e com apoios laterais para as mãos e alforjes, já que a ideia é viajar com carga. O braço oscilante e as tampas do motor são semelhantes à naked.

Isso sugere que a versão Adventure pode ser a mesma potência de sua irmã urbana, ou seja, 44 cv a 9.500 rpm e 3,06 kgf.m de torque a 7000. Seria natural esperar uma relação de transmissão mais longa, o que baixaria a rotação, os níveis de ruído e de consumo.

Em termos de eletrônica, a KTM não economiza. A 390 Duke foi uma das primeiras do segmento a contar com um painel digital em TFT com altos índices de conectividade e não há motivos para a versão Adventure não ter o mesmo, talvez com gadgets voltados para o universo touring.

Na ciclística, podemos observar que o protótipo conta com bengalas invertidas na dianteira, o que a tornará única em sua classe. As rodas raiadas não são tão grandes, 19 polegadas na frente e 17 atrás, indicando uma utilização mista. Os pneus, por outro lado, são bem rechonchudos para encarar o off-road.

O aspecto bem acabado desse protótipo indica que a KTM já definiu as principais diretrizes do projeto e agora apenas realiza os acertos finais na motocicleta. Isso significa que o lançamento pode acontecer no Salão de Milão desse ano, ou até mesmo antes.