Mais detalhes do scooter elétrico com o logo da Ducati emergem


A Super Soco, empresa italiana que pertence ao conglomerado chinês Vmoto anunciou ontem (16) mais detalhes sobre seu novo scooter que terá as cores da Ducati. O modelo deve chegar às concessionárias europeias nos próximos meses.

Ducati e Vmoto anunciaram, no começo do mês uma parceria, onde a fabricante italiana cede os direitos de utilização de sua logomarca à Super Soco, subsidiária dos chineses. Em troca, eles adquirem conhecimento sobre a tecnologia de motos elétricas, visando uma futura linha própria.

Chamado de “CU-X”, o scooter será alimentado por um motor Bosch de 2700 watts (o que equivale a 50cc) montado no cubo traseiro, capaz de impulsioná-lo a uma velocidade máxima de 28 mph (45 km/h), com uma autonomia de cerca de 30 milhas (48 quilômetros).

A bateria de lítio Panasonic 18650 60V/32Ah é removível e recarregável. Ele afirmam que a carga completa leva em torno de 7 a 8 horas a partir de um plugue padrão de três pinos. Ainda não foi feita qualquer menção sobre capacidade de carregamento rápido. O peso geral é de apenas 70 kg.

Outras características incluem painel de LCD, freios a disco ligados a um sistema antifurto, ignição sem chave e um aplicativo integrado que permite ao usuário controlar as funções do scooters de seu smartphone. Presumimos que ajuste as configurações do motor e revele o nível restante da bateria.

Apenas 112 unidades serão feitas do modelo que estará disponível no verão europeu por € 2.980 euros, o que equivale a R$ 13.500 hoje. A Ducati também deve aproveitar cada oportunidade de marketing, por isso é provável que os pilotos de MotoGP, Andrea Dovizioso e Danilo Petrucci circulem com elas pelo paddock nas próximas rodadas do campeonato.