Honda Elite protagoniza episódio do Porta dos Fundos


A Honda do Brasil anunciou ontem (16) que a scooter Elite 125 está participando de um episódio do Porta dos Fundos, série de vídeos cômicos veiculados na internet. A ação faz parte da estratégia de comunicação para o lançamento do novo modelo.

Episódio destaca, com bom humor, o problema da mobilidade nos grandes centros urbanos. (Porta dos Fundos/YouTube)

O scooter de 125cc foi apresentado no final do ano passado e aparece no episódio “Congestionamento”, já disponível no canal do Porta dos Fundos no YouTube (abaixo). A ideia partiu da agência de publicidade F.biz para Moto Honda da Amazônia.

Na esquete, a personagem Mariana (Karina Ramil) é uma pessoa comum que ajuda um investigador de polícia (Antonio Tabet) a solucionar um caso porque conseguiu chegar ao local do crime antes do espião James Bond (Fábio Porchat), do detetive Sherlock Holmes (Rafael Portugal) e de seu assistente Watson (Pedro Benevides).

Isso só foi possível porque ela se locomove com uma Honda Elite e escapa dos engarrafamentos, sem depender do transporte público. Os heróis não têm a mesma sorte e contam, de forma cômica, os percalços pelos quais tiveram que passar para chegar ao local do crime, horas depois da Mariana.

Escolhemos o Porta dos Fundos para uma abordagem não convencional, porém muito efetiva de comunicação, para posicionar a nova Honda Elite“, explica Odair Dedicação Junior, gerente de Marketing da Moto Honda. “O humor é uma importante ferramenta para conquistar a atenção do público, além de favorecer que mensagens importantes sobre o produto sejam compreendidas em seu contexto de utilização. O roteiro ressalta os principais atributos como facilidade de pilotagem e grande agilidade para encarar o dia a dia dos centros urbanos”.

Colocamos a scooter em uma história onde não é o produto pelo produto. O episódio traz um assunto atual – mobilidade urbana e, ao mesmo tempo, reforça de modo descontraído uma das principais características do modelo – a facilidade de pilotar. Literalmente é só acelerar e frear. Porta dos Fundos foi o parceiro ideal para contar essa narrativa com humor”, explica Fernanda Fontes, diretora de conteúdo da F.biz.