Zarco no Mundial de Superbike com a Honda?


Quem acessou o site oficial do Mundial de Superbike ontem (6) se deparou com a enigmática notícia de que Johann Zarco iria juntar-se ao campeonato com a Honda em 2020. A publicação, no entanto, desapareceu tão rapidamente quanto apareceu.

 

O flagra foi feito pela imprensa suíça, que conseguiu copiar a imagem que aparecia naquele momento (ao lado). A manchete mostrava Zarco ainda nas cores da KTM, mas com a chamada: “Piloto francês vinculado à Honda em 2020”.

Como era de se esperar, tanto Zarco quanto a KTM não disseram uma palavra a respeito, mas não é segredo de ninguém que a relação entre eles não está nada boa. O francês chegou à marca austríaca esse ano depois de duas temporadas de destaque na Yamaha, mas está muito insatisfeito com o comportamento de sua moto.

Após seis etapas realizadas, Zarco ocupa apenas a 16º posição no campeonato com 10 pontos, enquanto seu companheiro de equipe Pol Espargaró é o décimo com 38. Na última etapa na Itália, o francês chegou em último a mais de 40 segundos do vencedor, Danilo Petrucci. A situação se tornou tão notória que até o CEO da KTM, Stefan Pierer comentou a respeito.

A Honda no Mundial de Superbike também passa por um momento delicado. A marca japonesa voltou ao campeonato oficialmente esse ano, através de uma parceria com as equipes Althea e Moriwaki. Mas os resultados alcançados com os pilotos Leon Camier e Ryuichi Kiyonari têm sido muito aquém do esperado.

A expectativa, no entanto, é de que a Honda invista mais no campeonato nos próximos anos com a chegada de uma nova superbike de rua mais competitiva do que a atual CBR1000RR Fireblade. A ideia é criar uma motocicleta derivada da MotoGP para as ruas, assim como a Ducati fez com a Panigale V4 R.

Zarco inclusive chegou a negociar com a Honda para a vaga de Dani Pedrosa no ano passado, mas foi preterido por Jorge Lorenzo. Como o espanhol também está tendo dificuldades, o francês poderia estar tentando entrar na marca japonesa por outro caminho. Vale lembrar que Alvaro Bautista, que lidera o WSBK, está sendo cogitado para a vaga de Petrucci na Ducati.