Carlin Dunne morre após queda com a Ducati Streetfighter V4 em Pikes Peak


O piloto Carlin Dunne morreu ontem (30) em um acidente no Pikes Peak International Hill Climb, lendária corrida de subida de montanha no Colorado, Estados Unidos. Tetracampeão da prova, o norte-americano estava pilotando um protótipo da Ducati Streetfighter V4, modelo que vai ser lançado no final do ano.

De acordo com testemunhas, Dunne perdeu o controle da motocicleta em uma curva rápida a poucos metros da linha de chegada depois de passar por um buraco caindo em um penhasco. O norte-americano liderava todas as parciais e estava a caminho de obter mais uma vitória, além de estabelecer um novo recorde nesta edição.

As primeiras informações diziam que Dunne não corria risco de vida, entretanto a organização do evento e a divisão norte-americana da Ducati já confirmaram sua morte. Dunne tinha apenas 36 anos. “O coração da comunidade de Colorado Springs e o Conselho Administrativo do Pikes Peak International Hill Climb, juntamente com a Ducati North America compartilham o luto e a dor da família de Carlin Dunne, amigos e fãs sobre sua morte prematura“, disse a organização em um comunicado.

Ao longo dos 97 anos em que esta corrida única foi realizada, temos experimentado a maior alegria na vitória, a decepção do fracasso e agora a dor inesperada da perda de um competidor, cujo amor pelas corridas levou-o para Pikes Peak. Lamentamos a morte trágica de Carlin, ele permanecerá em nossos corações para sempre como parte da família Pikes Peak International Hill Climb.”

Não há palavras para descrever nosso choque e tristeza“, disse Jason Chinnock, CEO da Ducati North America. “Carlin fazia parte de nossa família e era um dos homens mais genuínos e gentis que já conhecemos. Seu espírito com esse evento e seu o amor ao motociclismo serão lembrados para sempre e a sua morte vai deixar um vazio em nossos corações“.


Dunne com a Streetfighter V4 em Pikes Peak (Ducati North America)

Nascido na África do Sul, mas residente em Santa Barbara, na Califórnia, Carlin Dunne era piloto oficial da Ducati dos Estados Unidos e um dos mais vitoriosos do Pikes Peak International Hill Climb, tendo vencido a prova quatro vezes, a última no ano passado com uma Multistrada 1260.

Além de vencer, Dunne estabelecia novos recordes. Em 2012, por exemplo, o norte-americano foi o primeiro piloto a realizar o percurso de 20 quilômetros e 156 curvas conhecido como “corrida até as nuvens” em menos de dez minutos a bordo de uma Multistrada modificada.

Graças a esses feitos, Dunne ganhou o apelido de “Rei da Montanha” e inspiraram a Ducati a criar a versão “Pikes Peak” da Multistrada, vendida não apenas nos Estados Unidos, mas em todo o mundo. Fora das pistas, o piloto administrava uma concessionária da marca em Santa Barbara ao lado de seu pai, um ex-piloto do Troféu Turista da Ilha de Man.

Para a edição desse ano, Dunne e a Ducati estavam atraindo mais atenção do que nunca, porque estavam competindo com um protótipo modificado da Panigale V4 chamado de “Streetfighter V4”, cuja versão de produção será lançada no Salão de Milão, em novembro. Na sexta-feira (28) o piloto já havia marcado a pole position, cerca de 5 segundos mais rápido que o segundo colocado.