Kawasaki está desenvolvendo uma motocicleta híbrida


As motos elétricas estão cada vez mais presentes, mas todo mundo gosta delas. Talvez com isso em mente, a Kawasaki registrou um interessante projeto que detalha os planos de uma motocicleta com um motor elétrico e a combustão, ou seja, híbrida.

Os desenhos que vemos aqui foram arquivados no Escritório de patentes do Japão em dezembro de 2017 e posteriormente levados ao Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos, onde foram descobertos pelos norte-americanos do Motorcycle.com.

As ilustrações descrevem um sistema onde os dois motores trabalham juntos para fornecer energia à roda traseira. A patente explica que o elétrico fornece potência de acionamento enquanto o a combustão atua como uma espécie de extensor de alcance. O seu protagonismo, no entanto, pode ser alterado.


Leia também
Kawasaki de 250cc com 4 cilindros estampa capa de revista japonesa
BMW registra R1200GS com tanque flexível. Modelo híbrido a caminho?
Nova Yamaha MT-07 é flagrada em testes

Trata-se de um sistema semelhante ao que já é visto no Toyota Prius, por exemplo. Mas enquanto os carros oferecem mais espaço para os engenheiros posicionarem o motor, nas motocicletas organizar todas as várias partes de forma compacta é um desafio.

De acordo com a patente, o motor elétrico CA (nº 4 nos diagramas) e o motor a combustão formam uma única unidade junto com a transmissão, todos compartilhando a mesma carcaça. A bateria (#21) está localizada acima do motor, entre as longarinas do quadro onde normalmente seria encontrado um tanque de combustível convencional.

O tanque (# 15), por sua vez, pode ser montado ao lado do assento ou fora do quadro ao lado da bateria. Em ambos os casos, o compartimento é mantido no lado esquerdo da motocicleta que permaneceria equilibrada graças a um tanque de radiador no lado direito. Em teoria, isso mantém as partes mais pesadas perto do centro de gravidade.

A Kawasaki, assim como Honda, Yamaha e Suzuki têm dado asas à imaginação de seus projetistas nos últimos anos, com os registros de projetos novos, muitos deles, mirabolantes. Mas isso não significa necessariamente que veremos uma motocicleta híbrida da marca verde em breve. O tempo vai dizer.