Bautista: “Não sei explicar o que está acontecendo”


Duas quedas e um abandono. Esse é o resultado que Álvaro Bautista trouxe do Grande Prêmio dos Estados Unidos do Mundial de Superbike (WBSK) realizado no último final de semana em Laguna Seca. E o piloto espanhol não sabe explicar o que está acontecendo.

Depois de vencer as 11 primeiras corridas do ano de maneira incontestável, parecia que Bautista iria trazer o título de volta para a Ducati com muitas etapas de antecedência. Entretanto, a maré virou completamente para Jonathan Rea (Kawasaki), que recuperou 142 pontos nas últimas dez provas.

O GP dos Estados Unidos era importantíssimo para a Ducati. Eles aproveitaram a ocasião para apresentar uma nova versão da Panigale V4, comemorativa aos 25 anos da 916. Bautista, no entanto, caiu na primeira corrida após perder a frente em uma curva. Na Superpole Race, o espanhol tocou-se com Toprak Razgatlioglu na primeira volta e foi ao solo mais uma vez, lesionando o ombro esquerdo.

Com o novo acidente Bautista, que tem um suporte metálico no ombro esquerdo resultado de uma queda passada, não teve condições físicas para participar da segunda corrida no domingo a tarde. Corrida que foi vencida por seu companheiro Chaz Davies e que impediu outro Hat-Trick de Rea.

Eu não tenho uma explicação para o que está acontecendo comigo, é difícil de entender“, admitiu Bautista. “Eu não esperava cair duas vezes, talvez no início da temporada não esperássemos vencer tanto, mas também não achei que a temporada terminaria assim“, parecendo já ter jogado a toalha em relação ao título.

A única queda das últimas que considero normal é a de Donington na água, nesse caso pode acontecer, mas as outras simplesmente não tenho explicação“, contou Bautista, que já caiu por perder a frente da motocicleta três vezes: em Jerez, Misano e Laguna Seca. Acidentes, que lhe custaram cerca de 70 pontos.

De uma liderança que chegou a 61 pontos de vantagem nas primeiras etapas, Bautista terá agora muito trabalho para reverter os 81 que Rea abriu agora. O Mundial de Superbike entra agora em um período de férias de verão. A próxima etapa acontece apenas na primeira quinzena de setembro, com o Grande Prêmio de Portugal.