Putin é acusado de violar as leis russas após andar de moto sem capacete

O presidente da Rússia Vladimir Putin está sendo acusado de violar as leis de trânsito do País após ser flagrado andando de motocicleta sem capacete. 

De acordo com o Moscow Times, Putin participou de um evento chamado “Crimea Rally” organizado pelo moto-clube “Night Wolves” na Peninsula da Crimeia, no sábado passado (10). A televisão estatal mostrou o presidente ao guidão de uma motocicleta Ural junto com dois líderes do governo a bordo.

Supostamente, pelo menos duas pessoas apresentaram queixas às autoridades contra Putin. Na segunda-feira (12), um advogado solicitou à polícia rodoviária russa uma multa sobre a infração. O legislador regional Oleg Khomutinnikov enviou uma queixa semelhante à Procuradoria Geral da Rússia no mesmo dia.

“Putin está infringindo [a lei] novamente. Eu acho que isso está se tornando uma má tradição”, escreveu Khomutinnikov no Facebook. “Então, as violações são menores. Mas isso as torna não-violações?”, indagou.

Não é a primeira vez que Putin comete infração semelhante. Em 2015, Putin foi flagrado pilotando um triciclo sem capacete no mesmo evento. No ano passado, o Presidente da Rússia foi filmado dirigindo um caminhão na abertura da ponte da Crimeia, sem cinto de segurança. Península que em 2014 foi anexada ao território russo à força, diga-se.