Bosch trabalha em painéis com tecnologia 3D para veículos


Os painéis passaram por uma verdadeira revolução nessa década, transformando-se de agulhas que te apontam, para telas de TFT luminosas sensíveis ao toque. Isso também poderá ficar obsoleto em breve, porque a Bosch anunciou estar trabalhando em um novo mostrador que passa informações ao usuário através de imagens 3D.

De acordo com uma pesquisa conduzida pela empresa alemã, motoristas processam mais rapidamente as informações quando estas são apresentadas em três dimensões. O que é um pequeno passo para uma maior segurança em um automóvel, mas um grande salto para o motociclismo, em diversos níveis.

A exibição de informações em 3D tem várias utilizações mais óbvias e intuitivas. Um carro estacionando, por exemplo terá a imagem da câmera traseira mais realista. Os motoristas também terão uma ideia ainda melhor de quanto espaço eles têm atrás deles, o que pode ser ótimo para um motociclista em uma rodovia. O melhor de tudo é que você não precisará usar óculos especiais para lê-las.

A profundidade de campo dos motoristas na tela pode captar informações importantes, seja de um sistema de assistência ou de um alerta de congestionamento“, disse o Dr. Steffen Berns, Presidente da Bosch Car Multimedia. “Os alertas que parecem sair da tela são muito mais óbvios e urgentes“, garante.

Leia também
Próxima Fireblade poderá conter asas aerodinâmicas móveis
Linha 2020 da Suzuki nos EUA sugere novidades em breve
Ducati Multistrada deve ter nova versão em 2020, mas não V4


A Bosch entende de tecnologia. Foram eles, em parceria com a Mercedes-Benz que introduziram em 1978 o primeiro sistema de freios antibloqueio (ABS), hoje praticamente padronizado em todos os lugares do mundo. Também lançaram o primeiro medidor digital para o mundo automotivo, no Audi Quattro em 1994.

Nos últimos anos, decidida a diminuir o número de acidentes fatais com motos em todo o mundo, a Bosch estabeleceu parcerias com Ducati e KTM para criar sistemas de radar em motocicletas, capazes de alerta o piloto (e até intervir, se necessário) dos perigos à sua volta. Os primeiros modelos com a novidade devem surgir ainda esse ano.

Por enquanto, os painéis com informações em 3D ainda não passam de projetos. A tecnologia deve começar a ser empregada primeiramente nos automóveis. Mas, no ritmo em que o motociclismo alcançou as quatro rodas nos últimos dez anos, não deve demorar muito até as primeiras motos apareçam com o recurso.