Doohan não acredita que Márquez deixe a Honda


O pentacampeão mundial Mike Doohan acredita que Márquez ainda ficará na Honda por um longo período, talvez por toda a carreira. O australiano acha não há necessidade de uma separação, para ambos os lados.

Márquez frequentemente é especulado para trocar de fabricante, tal como fez Valentino Rossi em 2004, que abdicou um tricampeonato consecutivo na Honda por uma claudicante Yamaha e venceu outros quatro campeonatos mundiais com a marca dos diapasões.

Não, não acredito que Marc mude para outro fabricante para provar algo a si mesmo. Ele conhece suas habilidades, então acho que a combinação de Marc e Honda vai durar um tempo. Várias vezes recebi ofertas que apenas ajudaram a melhorar o aspecto financeiro dos meus contratos [com a Honda]“, revelou Doohan que competiu no Campeonato Mundial entre 1989 e 1999, sempre pela marca japonesa.

Essa devoção às corridas, que a Honda mostra, não vi em nenhum outro lugar. Eu era um piloto e queria ganhar. Eu sabia o quão rápido podia ir, não precisava provar para ninguém, então por que eu sairia da Honda?” indagou Doohan ao Speedweek. “Eles não tem no momento alguém que possa ocupar o lugar dele, é uma empresa apaixonada, só querem vencer e sempre querem o melhor piloto. Um dia alguém chegará, mas agora Márquez está com a Honda em seu próprio mundinho – e é ótimo ver isso“, reafirmou.

O que torna o estilo de pilotagem de Márquez tão especial? “Admiro as manobras com as quais ele sempre consegue se safar e isso é por causa de sua autoconfiança, de suas habilidades e de como está na pista“, explica Doohan. “Ganhar e não cair, apesar de suas travessuras, aumenta sua autoconfiança e eleva ainda mais seu limite. “É tudo sobre convicção. Marc vence em uma moto que não é tão fácil de pilotar, mas que combina com ele“, concluiu.