Oficina holandesa instala turbocompressor em Honda CBX de 6 cilindros


Aos 40 anos de idade, a Honda CBX1050 de seis cilindros ainda é capaz de provocar suspiros em muita gente. A prova é a quantidade de versões customizadas que aparecem, como essa feita por uma oficina holandesa que conta até com um turbocompressor!

A audácia partiu da Rno Cycles, que recebeu a missão de restaurar uma velha CBX 1050 de 1979 e que estava encostada há vários anos. Mas Arno Overweel, o dono da oficina, não queria uma mera restauração. Queria devolver à moto sua antiga glória.

Fabricada entre 1978 e 1982, a Honda CBX 1050 original contava com um irresistível motor de 6 cilindros em linha e 24 válvulas, capaz de produzir cerca de 105 cv, um assombro para a época, mas que já não é capaz de levantar as sobrancelhas de um motociclista atual.

Por isso, a Rno Cycles resolveu dar uma apimentada nas coisas instalando um turbocompressor da American Turbo Pack, kit que costumava ser muito utilizado por aqueles que queriam envenenar suas máquinas no passado. O turbo respira através de um simples, mas eficaz, carburador Bendix, que substitui os antigos Keihin VB28s.


Para manter o poderoso motor em uma temperatura razoável, um radiador de óleo Setrab (conectado com mangueiras Goodridge), foi instalado, assim como um dispositivo de ignição Procom para aumentar as faíscas e um novo alternador cedido por uma Kawasaki Ninja ZX-7R.

Embora o estilo da CBX dos anos 70 tenha sido respeitado, a carenagem dianteira, o subchassi traseiro e o assento foram modificados para uma melhor proporção. Um braço oscilante um pouco mais longo (de uma Fireblade) foi instalado para permitir a instalação de um amortecedor do tipo Pro-link e um pneu traseiro RSV Mille 190.

Na suspensão dianteira, a moto tem garfos Öhlins (cedidos de uma Aprilia RSV) e mesas de uma Aprilia Tuono. As pinças de freio são Brembo de dois pistões. O cliente não queria semi-guidões, então foi instalado um novo guidão Motacc montado em risers Rizoma. As placas numéricas fazem referência ao AMA Superbike e #57 é o ano de fabricação do dono!

Acostumado a criar modelos ainda mais ousados, a nova CBX é razoavelmente confortável e prática. “Tudo funciona corretamente, e o som é fantástico“, diz Arno. “Você pode ouvir que é um seis cilindros. A uma certa velocidade, motor realmente começa a uivar“. É, a gente sabe como é. Para ler mais sobre a 1050, clique aqui.