Vendas da Ducati crescem 20% no Brasil em 2019


A Ducati divulgou ontem (14) o seu balanço anual de vendas em 2019. Embora os resultados globais tenham se mantido praticamente inalterados, no Brasil o crescimento foi de 20%.

Foram 53.183 motocicletas entregues a clientes em todo o mundo, um número ligeiramente maior do que as 53.004 unidades anotadas em 2018. Os resultados foram suficientes para deixar a gerência da marca em Borgo Panigale satisfeita.

“Estamos satisfeitos com os resultados alcançados em 2019”, acrescenta Francesco Milicia, vice-presidente global de vendas. “Nos últimos doze meses, um grande plano de desenvolvimento de rede foi implementado, com 54 novas concessionárias em 20 países. Esse plano de expansão continuará para melhorar ainda mais a cobertura mundial e oferecer aos nossos fãs uma experiência premium crescente.”


Entre os modelos, o grande destaque foi a linha Panigale, com nada menos do que 8.304 unidades vendidas, uma participação de mercado de 25%. Duas novas motos lançadas em 2019, a Hypermotard 950 e a Diavel 1260 acumularam vendas de 4.472 e 3.129, respectivamente.

A linha Multistrada continua sendo a mais vendida obtendo um aumento de 3% em relação a 2018 (graças também à adição do modelo 950S e da renovada 1260 Enduro). As entregas totalizaram 12.160 unidades, o melhor desempenho de vendas desde a estreia da crossover, dezesseis anos atrás.

“O ano de 2019 foi difícil, mas também gratificante. Estamos trabalhando para tornar a Ducati a marca de motocicletas mais desejada do mundo e os resultados que estamos alcançando confirmam que estamos no caminho certo. Hoje, uma em cada quatro superbikes é uma Panigale”, revelou o CEO Claudio Domenicali. “As encomendas da nova Streetfighter V4 estão lotadas, mais de 1.700 já estão em andamento e as entregas começarão em março de 2020”.

Apesar do otimismo, as vendas da Ducati nos Estados Unidos recuaram 2%, refletindo os números da indústria motociclistica norte-americana, que teve outro ano ruim como um todo. Por outro lado, o crescimento continuou na China (+12%) que, com 3.200 motos vendidas, agora é o quinto mercado mais importante para a marca.

Outros países apresentaram um crescimento notável, como o Brasil (+20%), Espanha (+10%), França (+8%) e Itália (+3%), que continua sendo o mercado mais importante para a Ducati, com 9.474 motocicletas vendidas em 2019.