Bimota Tesi H2: especificações técnicas são descobertas


Foram descobertas as primeiras especificações técnicas da Bimota Tesi H2, aquela incrível motocicleta com chassi italiano e o motor sobrealimentado da Kawasaki. Como esperávamos os números são impressionantes.

Graças à imprensa britânica, sabemos agora que a Tesi H2 deve disponibilizar nada menos do que 230 cv a 11.500 rpm, potência que pode chegar a estonteantes 243 cv quando o sistema aerodinâmico Ram-Air trabalha a pleno para exercer pressão adequada na entrada de ar.

É exatamente a mesma potência oferecida pela Kawasaki Ninja H2 2020 na qual se baseia e um passo significativo acima dos 200 cv da H2 SX e Z H2. Entretanto, a Tesi H2 ainda está muito atrás do poder da Ninja H2R de 306 cv, que está disponível para rodar apenas em pistas de competição.


O preço ainda não foi anunciado, mas a expectativa é de que a Tesi H2 custe o dobro da Ninja H2. Você espera, portanto, que ela tenha uma vantagem de desempenho, certo? É aí que as peças em fibra de carbono fazem a diferença, principalmente na balança: enquanto a japonesa pesa rechonchudos 238 kg, a italiana ostenta esbeltos 214 kg, uma redução de 24 kg, ambas já completamente abastecidas.

O grande diferencial da Bimota é. claro, o sistema de direção chamado Hub Center Steering, que dispensa a utilização de garfos convencionais e separa as forças de suspensão e frenagem. Apesar disso, as duas motos são notavelmente semelhantes.

A distância entre eixos de 1.445 mm da Bimota, por exemplo, é apenas 10 mm mais curta que a da Kawasaki e no comprimento total são semelhantes. Ambas possuem a mesma largura (770 mm), mas a italiana é mais alta (1.145 mm), embora em apenas 20 mm.

Apresentada no Salão de Milão, a Bimota Tesi H2 foi o lançamento mais surpreendente do evento, talvez dos últimos anos, porque a venerada empresa italiana estava ausente do mercado desde 2014. As perspectivas futuras agora são positivas, inclusive com outros modelos mais acessíveis à caminho.