Kawasaki trabalha em nova moto com a suspensão da Bimota Tesi


A influência da Bimota  já está se fazendo notar na Kawasaki. Foi descoberto um novo projeto de motocicleta equipada com o polêmico sistema de suspensão Hub Center Steering da marca italiana, que pode finalmente tornar-se popular nos próximos anos.

Bimota Tesi H2. A Kawasaki pode popularizar o sistema de direção da motocicleta.

Já falamos sobre esse sistema algumas vezes por aqui. Basicamente consiste de mecanismos hidráulicos que separam as forças de direção e frenagem, o que melhora (em teoria) o manuseio da motocicleta em curvas.

Criado nos anos 1980, o sistema ganhou notoriedade através da Bimota Tesi, modelo criado pelo icônico designer Massimo Tamburini. Ao anunciar a compra de 49% da marca no ano passado, a Kawasaki revelou a surpreendente “Tesi H2”, que contém a suspensão italiana com o motor supercharger da Ninja H2.


Agora, os britânicos do BikeSocial descobriram novos registros de patente da Kawasaki, que revelam a concepção de um novo modelo com o sistema, mas com mecanismos simplificados. O braço oscilante dianteiro está conectado à estrutura principal por meio de um conjunto de links não muito paralelos na parte traseira.

Um membro dianteiro quase vertical permite a direção, conectando-se às barras por meio de uma articulação que permite que a suspensão se mova. Um amortecedor único é montado transversalmente logo abaixo da mesa de direção, com uma haste do braço oscilante dianteiro para operá-la.

O grande problema do Hub Center Steering sempre seu alto preço e complexidade para uma motocicleta popular. Embora não exista nenhuma sugestão de que a alternativa da Kawasaki seja mais barata, o pedido de patente coloca a economia de custos em seu cerne, dizendo que vários modelos completamente diferentes podem ser construídos em torno dos mesmos princípios de construção.

A idéia é que a seção inferior da motocicleta (o motor, o quadro e os braços dianteiros e traseiros) possam ser compartilhados em vários modelos. O documento é guiado pela simplicidade e inclusive chega a dizer: “o par de membros do link de suporte, 14, 15, não é essencial e pode ser omitido“.

É sabido por todos que a Kawasaki decidiu ressuscitar a Bimota não apenas por seu valor histórico, mas também para se apropriar de suas criativas soluções técnicas e eles têm muitas. É possível que modelos muito interessantes surjam dessa “parceria” nos próximos anos.