WSBK: Ducati apresenta equipe para a temporada 2020


A Ducati apresentou hoje (12) a sua equipe para competir na temporada 2020 do Mundial de Superbike. Com os britânicos Scott Redding e Chaz Davies eles tentarão, mais uma vez, destronar a Kawasaki do topo.

A apresentação aconteceu na sala de imprensa do circuito Enzo e Dino Ferrari em Imola, que fica ao lado da cidade de Bolonha, a sede da Ducati. A cerimônia contou com a presença de Claudio Domenicali, CEO da marca, Gigi Dall’Igna, gerente da divisão esportiva e Paolo Ciabatti, diretor geral.

No ano passado, a Panigale V4 R estreou e imediatamente demonstrou sua grande competitividade ao vencer 17 corridas e contribuiu para seu sucesso comercial. Em 2019 foi a moto mais vendida no mundo em seu segmento“, ressaltou Domenicali “Desejo a Chaz e Scott e toda a equipe boa sorte para o campeonato que está prestes a começar“.


A grande novidade é a chegada do britânico Scott Redding no lugar de Álvaro Bautista. Conhecido por seu estilo irreverente na MotoGP, o piloto de 27 anos ficou sem moto após ser despedido da Aprilia em 2018. A saída foi passar um ano no competitivo campeonato britânico (BSB), de onde saiu com o título debaixo do braço em 2019.

Estou muito animado com esta nova aventura. Será importante começar bem, principalmente nos primeiros circuitos que conheço muito bem. Ainda precisamos entender onde realmente estamos em termos de desempenho absoluto, mas é claro que nossa missão é começar a ganhar o mais rápido possível“, comentou Redding. “Darei toda a minha energia com apenas um objetivo: trazer o título de volta a Bolonha”.

Mais experiente, Chaz Davies vai para a sua sétima temporada consecutiva na Ducati Corse. Ao contrário de Bautista, o britânico foi melhorando progressivamente ao longo de 2019 e espera manter o ritmo em 2020.

Minhas expectativas são muito altas. Na segunda parte da temporada 2019, nossas performances e resultados melhoraram consideravelmente e, nas últimas corridas, sempre lutamos pelo pódio“, relembrou Davies. “O objetivo é melhorar ainda mais e acredito que a experiência acumulada ao longo dos anos pode ajudar”.

Como sempre, a primeira etapa do Mundial de Superbike começa antes da MotoGP, no circuito australiano de Phillip Island, entre 28 e 1º de março, com três corridas. Antes disso, haverá outra sessão de testes coletivos nessa mesma pista, uma semana antes.