MV Agusta interrompe produção após Itália aumentar restrições


Com o coronavírus não dando sinais de desacelerar na Itália, a MV Agusta se viu obrigada a paralisar a produção e fechar sua fábrica. A marca de Varese havia anunciado, na semana passada, que iria prosseguir com cuidados redobrados.

O anúncio foi feito após um novo decreto assinado pelo primeiro ministro Giuseppe Conti no último domingo (22), na qual restringe ainda mais a circulação de pessoas e o funcionamento de estabelecimentos considerados não essenciais.

A segurança de nossos funcionários e o cumprimento de todas as disposições governamentais são nossa prioridade número um“, disse Timur Sardarov, CEO da MV Agusta. “Faremos nossa parte e colaboraremos totalmente com aqueles que atualmente estão trabalhando duro pelo bem comum, seguindo escrupulosamente suas instruções. Nós olhamos para o futuro com confiança, prontos para um novo começo quando a emergência terminar“.

Varese está localizada na região da Lombardia, a mais afetada pelo coronavírus. Até ontem (24), a Itália registrou quase 60 mil infectados e 6.820 mortes. Ducati e Grupo Piaggio, que detém as marcas Vespa, Gilera, Aprilia, Moto Guzzi, Derbi e Scarabeo já estão com suas fábricas fechadas há duas semanas.