Benelli envia mantimentos à Cruz Vermelha italiana


Em mais uma demonstração de esforço e solidariedade aos hospitais da Itália absolutamente lotados com a pandemia de coronavírus, a Benelli acaba de anunciar a doação equipamentos ao Comitê da Cruz Vermelha italiana.

De acordo com a imprensa local, foram doados dois respiradores pulmonares e 4.500 macacões de Tyvek necessários para que médicos e enfermeiros possam continuar a tratar os pacientes com a segurança necessária e não se infectarem.

Desde o surgimento da emergênciaa Benelli trabalhou duro para encontrar material médico e de saúde o mais rápido possível para doar para as estruturas do nosso território e oferecer-lhes uma contribuição na luta contra o coronavírus”, disse  Susanna Carloni, gerente administrativa e financeira da Benelli. Em nome de nosso administrador, Yan Haimei, e de todos os funcionários, gostaria de expressar proximidade e gratidão a todos os médicos e enfermeiros que lutam incansavelmente nessa batalha há semanas. Um sincero agradecimento a todos. Unidos vamos conseguir!”.

Em um momento tão delicado para a nação e para o nosso território contar com ajuda concreta é muito importante. Desde o primeiro dia desta emergência, estamos ativos para cumprir nossa missão: proteger a saúde e a vida de cada indivíduo”, disse Antonio Brancadori, presidente do Comitê da Cruz Vermelha italiana. “A doação de Benelli QJ, deste ponto de vista é, portanto, fundamental“.

Fundada em 1911 em Pesaro, no nordeste da Itália, a Benelli é uma das marcas de motocicletas mais antigas do mundo ainda em atividade. Hoje é controlada por um grupo chinês. A doação foi feita ao hospital Riuniti Marche Nord, que fica na cidade.