Petrucci: “ficar em casa é a única maneira de resolvermos esse problema juntos”


A equipe Ducati de MotoGP, publicou hoje (2) uma pequena entrevista com um de seus pilotos, Danilo Petrucci, em isolamento social como quase todo o mundo. O piloto italiano conta o que faz para se entreter com tanto tempo livre.

Na Itália, um dos países mais afetados pela pandemia de coronavírus, o isolamento social não é apenas uma recomendação, como no Brasil, e sim um período obrigatório imposto pelo governo. Petrucci está respeitando a medida em sua casa em Terni.

Certamente passar tanto tempo em casa, ficar longe de nossos amigos não é a situação ideal. Mas, neste momento, é a única maneira de resolvermos esse problema juntos“, comentou o piloto de 30 anos. “Ao ficar em casa, seguindo as instruções, podemos ajudar uns aos outros. A situação é difícil, mas só pode melhorar se a suportarmos um pouco mais“.


Em casa, Petrucci corta a grama.

Petrucci revela que o período, pelo menos, está sendo útil para o seu corpo se recuperar de lesões recentes: “Estou tentando usar esse tempo para resolver alguns problemas físicos, como o que tive no meu ombro no ano passado em Valência e outros que tenho em uma perna. Estou fazendo fisioterapia em casa, algum treinamento leve e também estou focando na minha dieta“, contou.

O italiano, também, admite que está sentindo falta de pilotar e de treinar com seu companheiro de equipe, Andrea Dovizioso. “Eu falo com Andrea quase todos os dias, e trocamos muitas mensagens de texto. Hoje em dia, sinto muita falta de fazer motocross com ele e treinar juntos, também porque agora não posso pilotar nada!“. A última vez que Petrucci pilotou uma MotoGP foi no final de fevereiro.

Apesar dos recentes adiamentos dos GPs da Espanha e da França, Petrucci ainda acredita que haverá uma temporada de MotoGP em 2020 no segundo semestre. “Com certeza, esta temporada será uma surpresa para todos. Não estamos acostumados a uma programação tão intensa. O calendário será extremamente apertado, especialmente nos últimos meses, por isso precisamos fazer uma boa preparação mental e física e tentar descansar agora, porque não teremos tempo“, acredita.